Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Libolo mantm distncia do Benfica

Teixera Cndido - 25 de Agosto, 2015

Campeo em ttulo voltou a conquistar um ponto no confronto com o Petro de Luanda no estdio 11 de Novembro

Fotografia: Santos Pedro

O Recreativo do Libolo voltou a perder pontos, mas o seu concorrente directo (Benfica de Luanda ) não aproveitou para encurtar a diferença pontual. No jogo mais aguardado da vigésima terceira ronda, os campeões nacionais e os tricolores ficaram-se pelo empate.A igualdade era um dos resultados que interessava a formação orientada por Zeca Amaral, contanto que vencesse o seu jogo. Porém, também empatou e com isso a pretensão de ver o líder mais próximo, ficou apenas na intenção.

A diferença pontual teria sido reduzida para três pontos, e havendo ainda um jogo directo entre as duas formação, o Benfica de Luanda teria nos pés, a oportunidade para assumir a liderança e talvez o caminho aberto para o título.Desperdiçada esta oportunidade, os encarnados transferem as suas expectativas para as próximas jornadas, mas primeiro têm de fazer o seu trabalho de casa. Ou seja, a águia é obrigada a ganhar os seus jogos para aproveitar os deslizes da equipa de Calulo.

O Recreativo do Libolo, apesar do empate, pode dar-se por feliz e om duplo motivo. Primeiro, voltou arrancar pontos na capital, e o seu adversário directo não fez melhor. É tradicional o campeão nacional roubar pontos ao Petro de Luanda, na capital, e assim como os tricolores dão-se bem em Calulo. Em 2013, o Libolo ganhou os tricolores, por 1-0 e em 2014 empatou a uma bola.

Kabuscorp do Palanca foi o grande vencedor da ronda ao triunfar diante do Progresso Sambizanga, reduzindo a diferença pontual com o primeiro classificado para nove pontos. A formação orientada por Miller Gomes é única que ganhou no topo  da classificação, mas a distância ainda permite o líder respirar de alívio.Dito por outras palavras, a equipa do Recreativo do Libolo tem conforto para não ficar intranquilo diante da pressão dos palanquinos. Os militares foram ao Dundo e regressaram com um empate na bagagem.

Era previsível que o 1º de Agosto fosse enfrentar dificuldades diante do Sagrada Esperança e assim aconteceu, pois, os diamantíferos agigantam-se sempre nos confrontos com os grandes. O que fez diante do Recreativo do Libolo, voltou a colocar as mesmas dificuldades aos rubro negro.
Com o empate, a equipa orientada por Dragan Jovic não aproveito o deslize dos primeiros colocados para encurtar a diferença pontual.