Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Libolo na frente contorna obstculos

Teixeira Cndido - 11 de Agosto, 2015

Vitria do Recreativo Libolo sobre o Progresso foi muito contestada pelos dirigentes sambilas no jogo disputado na vila de Calulo

Fotografia: Paulo Mulaza

Decorridas que estão  cinco jornadas da segunda volta do Girabola2015, o Recreativo do Libolo mantém a passada, rumo à revalidação do título. Os campeões nacionais venceram na 20ª jornada, o Progresso do Sambizanga e distanciaram-se outra vez do Benfica de Luanda. A distância em relação ao Benfica de Luanda volta a estar fixada em quatro pontos.  Apesar de  faltarem muitas jornadas, o certo é que a luta pelo título está restrita a duas equipas, Libolo e o Benfica de Luanda.

Os “encarnados” abriram com vitória a 20ª jornada do Girabola, frente ao Sporting de Cabinda. Foi um jogo complicado para a formação orientada por Zeca Amaral. Porém, a equipa deu a  volta ao texto e arrancou mais uma vitória que permite manter a pressão sobre os ombros do Recreativo do Libolo.

O Interclube reassumiu a terceira posição do Girabola, derrotou o Atlético Sport Aviação (ASA) por 3-1. Os comandados de Veslim Vesco agarraram com unhas e dentes a terceira posição,  a luta adivinha-se cerrada com Kabuscorp e o 1º de Agosto. A diferença entre Interclube e o Kabuscorp do Palanca é de um ponto, o que coloca os polícias sobre pressão intensa. Os militares têm menos quatro pontos, mais têm menos um jogo.

Em caso de vitória, encurtam a diferença também para um ponto. O Kabuscorp ganhou dificilmente o FC Bravos do Maquis, por 1-0, porém suficiente para manter acesa a esperança de ainda lutar pelo título. Outro resultado podia deitar por terra as remotas possibilidades da equipa de Miller Gomes.
Sem dificuldades, o 1º de Agosto goleou o seu confrade Desportivo da Huíla, por 4-1.

Depois da derrota e dois empates, os militares voltaram a vencer, primeiro triunfo na segunda metade. Ainda assim, por força do jogo em atraso, os militares estão a quatro pontos do Interclube, terceiro classificado. O Petro de Luanda mergulhou num poço de maus resultados, depois da derrota com o Atlético Sport Aviação (ASA), os tricolores voltaram a cair, desta vez na Lunda Sul frente ao Progresso.