Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Libolo recebe Sporting no desafio de cartaz dos 16 avos

Betumeleano Ferro - 16 de Fevereiro, 2019

Libolenses recebem leo ferido com a derrota sofrida no jogo para o Girabola

Fotografia: Paulo Mulaza

A pausa do campeonato de modo algum vai resultar em férias para os amantes do futebol nacional, porque esta tarde a Taça de Angola vai estar em evidência, com o foco a estar no único jogo que vai opor duas equipas do Girabola. Trata-se do Recreativo do Libolo - Sporting de Cabinda, 15H00, no estádio de Calulo, no cartaz dos dezasseis avos de final, embora os contendores estejam longe da forma desportiva ideal.
A eliminatória tem tudo para ser renhida do princípio ao fim, mas há todos os motivos para acreditar, que pode não ter o mesmo desfecho desnivelado que se viu no campeonato.
Os libolenses abateram o leão por 3-0, mas esta tarde a história deve ser escrita de maneira diferente, mesmo que aplique dose dupla, pois nada faz crer que os anfitriões vão passear como sucedeu no campeonato.
O Sporting de Cabinda fez muitos progressos, desde que foi batido em Calulo, ainda assim, está longe de ser o adversário para amedrontar o seu adversário em casa. A inesperada quebra de forma, na parte final da primeira volta, deixou os leões num beco sem saída, mas como o futebol também é feito com coisas do momento, é provável que a equipa verde e branco renasça na Taça de Angola.
A fazer uma época para esquecer, o Recreativo do Libolo só tem de fazer da taça a derradeira tábua de salvação.
A fase negra é tão evidente, que os adeptos perderam a fé na chegada de dias melhores, agravada com o facto de nenhuma das soluções, até mesmo a mudança de treinador, ajudou a resolver o verdadeiro problema: a falta de bons resultados. Uma eliminação nesta fase da competição, nada vai ter de especial, face aos altos e baixos que têm acontecido esta temporada.
 O CRL está a viver a pior fase, desde que renasceu no futebol nacional. A revolta da equipa técnica e atletas demora a tranquilizar o sofredor adepto, contudo, a esperança de dias melhores podem dar a motivação necessária, para ultrapassar o obstáculo desta tarde.Sem grandes ambições em nenhuma competição nacional, o Sporting de Cabinda aparenta ser o mais folgado, porque não tem nenhum tipo de obrigações, claro que quer chegar o mais longe possível, mas isso nem sempre significa realizar uma boa campanha.
 Depois da pesada derrota no campeonato, é normal que os leões tenham sede de vingança, ao regressar ao mesmo local em que foram caçados sem dó nem piedade.
Por isso, devorar a sua presa em casa, até pode ser na lotaria dos penáltis, faria muito bem ao ego leonino.As duas equipas têm novo encontro marcado na segunda volta do campeonato, prova mais importante em que estão inseridos, motivos para acreditar que cada treinador quer aproveitar o jogo desta tarde, para tirar lições valiosas sobre o que é capaz de acontecer no Girabola. A sorte protege os audazes, concordam também os homens do futebol, quer o Libolo quer o Sporting vão tentar ir ao encontro do ditado, para fazer da Taça de Angola o trampolim seguro para chegar à reabilitação no campeonato nacional.