Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Libolo sem medo da Polcia

05 de Março, 2016

Campeo nacional espera manter o ciclo de bons resultados no estdio dos polcias onde em oito partidas disputadas nunca perdeu

Fotografia: Jornal dos Desportos

Depois de 18 encontros oficiais, dos quais dez empates e quatro vitórias para cada equipa, apesar de actuar no reduto do adversário, o campeão em título entra com um relativo favoritismo, a julgar pelo recente ascendente nas competições africanas.Galvanizado pela recente passagem à fase seguinte da Liga dos Clubes Campeões, após afastar o Racing Micomiseng da Guiné Equatorial, o empate (1-1) de quarta-feira diante do Kabuscorp, os libolenses certamente vão contar com a grande réplica dos polícias que podem aproveitar-se da melhor forma o factor caseiro.

As duas formações recheadas de exímios executantes, como o cabo-verdiano Brito, o brasileiro Phellipe, no Libolo, Moco e Mabululu, do Interclube, provêm de resultados diferentes na segunda jornada, em que os luandenses superiorizaram-se ao Recreativo da Caála por 1-0.     
           
Nos últimos encontros entre os dois emblemas, o realce para a repartição de pontos, na 24ª jornada do Girabola 2015, com um nulo no dia 29 de Agosto em Calulo, antecedido (1-1), na nona, em 18 de Abril no Estádio 22 de Junho, com golos de Moco e Fredy.     


Interclube tenta
terceira vitória


O Interclube procura a terceira vitória consecutiva no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, quando defrontar hoje às 15h30 no Estádio  22 de Junho o campeão Recreativo do Libolo, em jogo relativo à terceira jornada. Para o efeito, os polícias querem aproveitar o bom momento que atravessam para somar mais três pontos, de acordo com o treinador Zdravko Logarusic.

“Temos de aproveitar o bom momento que a equipa está a viver neste últimos dias,  obteve duas vitorias consecutivas”, disse.

“Vamos com brio e profissionalismo fazer um bom jogo para vencer ou então empatar”, disse o treinador do Interclube, ciente das dificuldades que a sua equipa pode encontrar no jogo com o Recreativo do Libolo.

Zdravko Logarusic que na quarta-feira assistiu  no Estádio 11 de Novembro o empate (1-1) do Libolo diante do Kabuscorp do Palanca, considera  a equipa de Calulo "muito boa e perigosa" e merece respeito.

“É uma equipa (Libolo) extremamente perigosa e por isso, nós temos de ter muito cuidado, sabendo que não haverá facilidades, pois, temos a certeza de que eles vão fazer tudo para conseguir uma vitória amanhã (hoje). Temos a certeza de que não vai ser um jogo difícil, mas sei que os meus jogadores vão dar o seu melhor, pois este é o momento em que estamos mais unidos e a lutar para ver se conseguimos pontuar”, sublinhou.

O técnico Zdravko Logarusic não vai contar  hoje com o médio - trinco Pirolito. O jovem atleta  esteve presente nos dois jogos anteriores, encontra-se adoentado.

Este facto impediu com que o atleta participasse nos treinos da semana, obrigou a equipa técnica a optar por Bebé ou Kibeixa.   Logarusic pode colocar de início o seguinte "onze": Jotabe, História,  Fabrício,Valdez, Mvon, Paty, Bebé ou Kibeixa, Cachi, Karanga, Mfede e Moco.
VALÓDIA KAMBATA

 

Polícias querem
contrariar histórico


O Recreativo do Libolo tem hoje a obrigação de pontuar para não se distanciar dos primeiros colocados, dentre os quais o 1º de Agosto, um dos principais candidatos ao título do Girabola Zap 2016. O campeão nacional defronta, às 15h30, no Estádio 22 de Junho, o Interclube, no principal duelo da terceira jornada.

Depois do empate da quarta-feira, diante do Kabuscorp do Palanca, no cumprimento da segunda jornada, a formação de Calulo está pressionado a ganhar diante de um adversário complicado, e que se assume também candidato ao título. Aliás, não é em vão que faz parte do trio que comanda a prova.

O Estádio 22 de Junho tem sido favorável para o Recreativo do Libolo, no qual nunca perdeu desde que chegou à Primeira Divisão. Em oito partidas, o tetra-campeão nacional empatou seis jogos e arrancou duas vitórias, última das quais na temporada de 2014, por 1-0.

Competitivamente o Libolo está um passo em frente, possuiu jogadores com outro ou melhor recursos técnicos, assim como trazem experiência de outras paragens, casos de Freedy, Luiz Philipe, Sidney e outros.

Atada todas as situações, o Recreativo do Libolo apresenta-se como favorito à vitória. O Interclube tem nos ombros o histórico de nunca ter ganho em sua casa a formação de Calulo. Teoricamente, é uma equipa menos competitiva, ainda que o seu presidente assuma a vontade de lutar pelo título.

A par disso, tem um treinador que mal conhece a realidade do futebol nacional, apesar de possuir José Luís Borges e Abílio Amaral, que lhe poderão ajudar neste ou naquele pormenor.

O Atlético Sport Aviação (ASA), por sua vez, recebe o Recreativo da Caála, campeão das chicotadas psicológicas no futebol nacional. Os aviadores podem aproveitar o facto da formação do Huambo apresentarem um novo rosto no banco de suplentes para arrancarem três pontos.

Não há para já um favorito à partida, porém, os aviadores têm a seu favor esse factor  e por serem anfitriões. Mas o Recreativo da Caála já nos acostumou a ultrapassar essas situações ou condições piores.

Todas as previsões indicavam a sua despromoção no ano passado, por conta da saída de jogadores chaves na sequencia da crise económica mas a equipa deu volta ao texto, e continua na Primeira Divisão.
TEIXEIRA CÂNDIDO