Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Liderana folgada

Jorge Neto - 02 de Maio, 2016

1 de Agosto arranca vitria sofrvel

Fotografia: Jornal dos Desportos

O 1º de Agosto teve de arrancar a ferro a vitória sobre o Desportivo da Huíla, num desafio em que a divisão de pontos esteve muito próxima se não fosse o golo de Gelson, nos minutos finais da partida,garantindo o triunfo da formação do rio seco.Tal como se previa os agostinos tomaram a iniciativa do desafio e tomaram a iniciativa procurando marcar o mais cedo possível, diante de um adversário que não veio à capital do país tão-somente para defender, mas com o objectivo de amealhar pontos.

Sabendo da intenção dos huilanos os pupilos de Dragan Jovic controlaram a posse de bola e saiam para o ataque no intuito de chegar com perigo a baliza defendida por Lambito, mas poucas foram as oportunidades de golo que tiveram nos primeiros vinte e cinco minutos.Os líderes do Girabola Zap sentiram a falta do médio ofensivo Ary Papel, lesionou-se num dos treinos durante a semana de preparação, desfalcando a sua equipa nesta partida. Para o seu lugar a aposta recaiu para o Paizo, que desempenhou o “papel” de flanqueador.

Com isso, notou-se algum isolamento de Gelson no ataque e uma falta de entendimento com os seus colegas.Porém, numa jogada bem construída pela formação do rio seco surgiu o primeiro golo dos agostinos aos 33´por Isaac, a finalizar um passe de Gelson, fazendo o seu segundo tento no campeonato. Daí pra frente pouco mais se viu até ao intervalo.

No reatamento, Dragan Jovic foi mexeu no xadrez da sua equipa refrescando o meio-campo com as entradas de Milambo e Romaric, mas poucas mudanças se notaram no jogo ofensivo dos líderes do campeonato.  A jogar em casa esperava-se muito mais dos rubro e negros que perderam o fio de jogo, com jogadas algo perdidas e a denotar ansiedade na finalização. Talvez a ausência de Ary Papel tenha influenciado a forma de jogar da equipa, mas o facto é que tiveram de suar bastante para chegar à vitória.

Milambo aos 84´, desperdiça uma boa oportunidade para marcar, mas o remate embateu no travessão da baliza defendida por Lambito, levando as mãos à cabeça dos adeptos agostinos.Foi assim que aos 90´Gelson não deixou os seus créditos em mãos alheias e resolveu o jogo ao marca o golo decisivo, que deu os três pontos aos líderes do campeonato na sua caminhada que se pretende auspiciosa na competição.Depois da vantagem no marcador a formação do rio seco podia dilatar o resultado, mas os seus avançados denotaram alguma falta de concentração no momento decisivo, mas sempre com a pronta resposta dos huilanos, que nunca viraram à cara a luta e estiveram perto de conseguir um empate.

ARBITRAGEM
Bom trabalho


O árbitro internacional João Goma não comprometeu e ajuizou o desafio sem nenhuma influência no resultado. Acompanhou as jogadas de perto e foi sempre bem acompanhado pelos seus colegas assistentes. O jogo em si contou com o bom comportamento dos jogadores, só assim se justifica os dois cartões amarelos mostrados durante os noventa minutos para cada equipa.

MELHOR EM CAMPO
O matador Gelson


Pode não ter sido o jogador mais visível durante o desafio, mas foi determinante pelo golo que marcou aos 90´, dando a vitória ao 1º de Agosto. Gelson foi quanto a nós, o homem do jogo pela influência que teve no triunfo dos agostinos, depois de passar ao lado de algumas
oportunidades para visar a baliza de Lambito. O nono golo no Girabola Zap justifica a apetência para visar às balizas adversárias e demonstra estar a atravessar um bom momento de forma, liderando a artilharia da competição.

DECLARAÇÕES DOS TÉCNICOS
“Atingimos o objectivo”


Filipe Nzanza 1º DE AGOSTO-Penso que foi uma vitória bem conseguida. Foi quase o repetir do jogo que fizemos na  jornada passada, mas felizmente conseguimos atingir o nosso objectivo. Defrontamos também uma equipa que joga muito bem e tinha os seus objectivos neste jogo. Continuamos a falhar muito nafinalização, caso concretizássemos as oportunidades que tivemos podíamos ter construído uma vitória mais tranquila, mas infelizmente o adversário também esteve bem, dificultou a nossa tarefa, daí o resultado mínimo

“Fizemos um grande jogo”

Ivo Traça - DESPORTIVO-Tanto fizéssemos para empatar mas não conseguimos. Os meus miúdos fizeram aqui um grande jogo, mas o 1º de Agosto foi mais eficaz e consegui a vitória. Sabíamos que seria um jogo difícil, estávamos a jogar contra o líder do campeonato, ainda assim podíamos ter saído daqui com um resultado diferente. Além disso, jogamos sem algum dos jogadores que actuam na condição de titulares e isso pode ter influenciado o resultado da equipa, mas eles estão de parabéns pela atitude que demonstraram”.

 

TRIUNFOS
Caála e Sagrada
somam três pontos


O Recreativo da Caála, a jogar ontem em casa, ganhou ao Progresso do Sambizanga, por 2-1, e aos poucos vai melhorando a sua prestação e classificação, estando agora à frente do 4 de Abril do Cuando Cubango e do Atlético Sport Aviação.Os golos da equipa aviadora foram rubricados por Paizinho e de auto-golo do sambila Luís enquanto pela equipa adversária marcou Mbi, numa partida em que a formação vencedora foi claramente superior, não dando oportunidades para os visitantes saírem da vila da Caála com três pontos da bagagem.

Na próxima jornada o Recreativo da Caála defronta o campeão Recreativo do Libolo em casa deste para a décima primeira jornada. Da décima segunda vai fazer uma deslocação difícil ao Dundo, ao encontro do Sagrada Esperança da Lunda NorteO Sagrada Esperança da Lunda Norte tal como lhe competia, a jogar em casa, derrotou a Académica do Lobito com golo de Jogo e saiu de 10 para 13 pontos. Trata-se de uma vitória que resgata o moral do grupo, porque vinha de uma derrota diante do Interclube.

Por isso, galvanizado como está, a equipa dimantífera tudo fará para voltar a ganhar os dois próximos jogos da décima primeira e segunda, diante do Progresso da Lunda-Sul e Recreativo da Caála.São resultados que permitem à equipa de Zoran Manki ganhar melhor forma desportiva para enfrentar o seu adversário na Taça da Confederação, ou Young Africa da Tanzânia.