Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Lobitenses angariam dinheiro para o clube

Jlio Gaiano, no Lobito - 07 de Agosto, 2015

Acadmica Petrleos do Lobito perde gs jornada aps jornada no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Diviso e pode baixar para a Segundona

Fotografia: Kindala Manuel

Uma campanha de angariamento de fundos financeiros para apoiar a equipa principal de futebol da Académica Petróleos Clube do Lobito no Girabola 2015, onde ocupa a penúltima posição (15ª) da tabela de classificação com 18 pontos, está a ser promovida pela sociedade lobitanga.

A patrocinadora oficial, Esso Exploration Angola, está em dívida com o clube desde Janeiro último, o que remeteu a direcção numa dívida activa de sete meses. Os dirigentes e sócios afectos à Académica do Lobito apelam pela necessidade de se resolver o problema para acabar com as desconfianças que nascem em volta do colectivo.

Do pouco que se consegue no seio do empresariado local, os dirigentes canalizam para a equipa sénior que faz o “impossível” para se manter na competição. A luta é grande e a direcção do clube se sente só na resolução do problema que se agudiza, jornada após jornada.

O presidente do clube, Luís Gonçalo Borges, confirmou que a Académica está sem dinheiro para manter os projectos e sustentar a equipa principal de futebol que compete no Girabola 2015.

 “Posso assegurar que do ponto de vista administrativo, a direcção da Académica do Lobito já não tem dinheiro para honrar compromisso com os jogadores, equipa técnica e demais funcionários. A tesouraria atingiu um deficit acentuado, resultante das avultadas somas contraídas em dívidas com algumas pessoas que, ainda, acreditam no nosso projecto”, revelou Luís Borges.

Luís Borges, que reconhece e agradece a onda de solidariedade movida pelos lobitangas em torno da equipa, revelou ao Jornal dos Desportos que a sua direcção manifesta-se preocupado pelo facto de, passados sete meses, continuar a esperar pela recepção dos apoios prometidos pela patrocinadora Esso Exploration Angola.


PROMOTOR
Carlos Canjelito
apela à unidade


O promotor de actividades desportivas na zona alta da cidade do Lobito, Carlos Canjelito, convida todos os adeptos do futebol lobitanga (e não só) a associarem-se à direcção da Académica Petróleos Clube do Lobito para salvar a equipa de uma possível hecatombe.

Carlos Canjelito entende que chegou o momento de agir e buscar apoios necessários para intervir na crise nascente e desta evitar a quebra de rendimento da equipa na competição. A derrota na Huíla (1-0) frente ao Desportivo é, para Canjelito, o exemplo acabado disso.

“A nossa equipa está a cair aos bocados e ao que tudo indica, as entidades de direito, fingem desconhecer o assunto. Precisamos salvar a nossa Académica de uma eventual despromoção. O momento é este. Não podemos perder tempos com as queixas. Cabe-nos (lobitangas), buscar alternativas, precisamos juntar o pouco que temos para apoiar o clube a mitigar a carência que enfrenta”, exortou.

Situação recorrente
Quem alinha no mesmo pensamento e o coordenar do futebol jovem do Electro Sport Clube do Lobito, António Loy "Tó". Para o antigo guarda-redes da Académica do Lobito, a direcção está a ser vítima da crise económica, resultante da quebra do preço do petróleo bruto no mercado mundial.

“Infelizmente, situação dessa natureza não constitui novidade para a Académica do Lobito. Por experiência própria, momentos como esse, vivi nesse clube. Imagino o quão difícil é passar por condições difíceis, muito mais quando do horizonte se vislumbram apenas incertezas”, lembrou.

O professor Tó Loy instou a Esso Exploration Angola a envidar esforços no sentido tornar possível a disponibilização dos valores necessários ao clube no sentido de se resolver o assunto e reanimar a colectividade que no Buraco fazem, até, o impossível para, no mínimo, terminar a prova.
Júlio  Galiano


PRESIDENTE DO CLUBE
Luís Borges tranquiliza lobitenses


O presidente da Académica do Lobito, Luís Gonçalo Borges, não obstante as incertezas quanto ao futuro da equipa principal de futebol no Girabola 2015, continua a depositar confiança nas promessas dadas pela direcção da Esso Exploration Angola.

  Luís Borges diz que nem tudo está perdido e pede calma aos sócios e adeptos do clube, pelo que assegura existir  "luz verde" no fundo túnel, no que tange aos prometidos apoios a agremiação lobitanga.

“Nas conversas que travámos com os dirigentes da Esso (patrocinadora), ficou assente que o assunto pode ser ultrapassado a qualquer momento, faltando apenas resolver alguns detalhes ligados a transferência dos valores cabimentados para o apoio do clube. A acontecer, a direcção da Esso promete passar para o clube, valores referentes as duas tranches, numa primeira fase, e ficar para posterior a restante”, revelou.

O "homem forte" da Académica do Lobito desmentiu rumores que davam conta de uma possível renúncia ao cargo, por alegada falta de seriedade da parte das entidades empresariais do município e, sobretudo, da morosidade que a Sonangol, via Esso Exploration Angola, leva na cabimentação das ajudas de que o clube tem direito.

“Não é verdade, aliás, ninguém na direcção da Académica aventa esta hipótese. Podem estar descansados os nossos detractores, tanto mais que ao aceitarmos o desafio, sabíamos de antemão das dificuldades  que tinhamos de enfrentar. É um compromisso que assumimos com o clube, com o município e com a província e que, se nos deixarem, vamos até ao fim do mandato. Estamos a lutar e acredito que vamos vencer os problemas que vivemos no clube, por isso, é remota a hipótese de pensar numa eventual desistência ao cargo do qual fomos eleitos pela nossa massa associativa”, assegurou.

A direcção da Académica Petróleos Clube do Lobito projectou para a época de 2015 um orçamento avaliado em cerca de 250 milhões de kwanzas. Porém, a direcção da Esso Exploration Angola considerou o valor  exagerado e  comprometeu-se a disponibilizar  apenas 150 milhões,  que até ao momento não "caíram" na conta da colectividade. 

A Académica  ocupa a penúltima posição do campeonato.

Júlio  Galiano