Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Lundas apostam no ataque

Arão Martins - Lubango - 13 de Novembro, 2016

Plantel lunda volta a surpreender pela positiva na segunda época no campeonato nacional

Fotografia: Kindala Manuel

O dirigente explicou que o congolês democrata tinha contrato com o clube até 2018, acrescentou que não obstante ter recebido na totalidade a sua luva até o mês de Julho do próximo ano, abandonou o clube sem dar qualquer explicação.

Revelou que o jogador solicitou dispensa para visitar a família, na República Democrática do Congo (RDC), neste momento encontra-se na Bélgica.

Salientou que já cumpriram com todos os procedimento legais e com anúncios de Editais, nas páginas do Jornal de Angola.

“Estamos à espera da reacção do jogador, o seu agente ou do seu possível novo clube”, destacou. António Jamba lamentou o comportamento precipitado de alguns jogadores, que mesmo depois de assinarem contratos, abandonam os clubes que detêm os seus passes.

“Desconhecemos as causas do abandono do atleta, mas administrativamente o processo decorre com sucesso”, explicou. O responsável máximo da equipa lunda reforçou que já endereçou uma informação à Federação Angolana de Futebol (FAF) e esta, por sua vez, deu a conhecer a Confederação Africana de Futebol (CAF), que também fez chegar a questão à Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA).


BALANÇO
“Somos a equipa
sensação por mérito”


O quarto lugar alcançado pelo Progresso da Lunda Sul, no Girabola Zap, é fruto do trabalho, organização, disciplina e empenho da direcção, reconheceu o presidente do clube.

António Jamba afirmou que a aspiração de fazer da sua equipa uma agremiação forte, está a ser cumprida. Sublinhou que as exibições e os resultados falam por si. “Os resultados alcançados são melhores, em relação ao Girabola de 2015, pois, superamos o nosso compromisso e estamos a ser mais fortes”, enalteceu.

“Cada ano que passa, o Progresso da Lunda Sul está a crescer, aliás, ninguém nasce para estar estático. Nascemos, engatinhamos, marcarmos passos e corrermos. Depois de nos tornamos equipa sensação em 2015, voltamos a alcançar um novo feito, o quarto lugar. Vamos trabalhar para aumentar as marcas”, adiantou.

Explicou que depois da ascensão ao campeonato nacional da primeira divisão, prometeram surpreender e realçou que estão a cumprir. “Prometemos superar a classificação do ano passado e cumprimos com êxito”, recordou.

Acrescentou que o estatuto de equipa revelação foi conquistado por mérito e ninguém lhes pode retirar. “Começamos mal e quando nos estabilizamos mostramos o nosso valor, fruto de muito trabalho e responsabilidade”, precisou.

Disse que as equipas grandes tombaram na Lunda Sul e todos os outros adversário quando  “jogassem connosco, mesmo fora do nosso estádio, tinham que se preparar ainda mais”, salientou orgulhoso com a prestação do grupo de trabalho.

António Jamba confessou que o patrono do clube, direcção e jogadores, realizaram um trabalho árduo que culminou com boas exibições e uma classificação que hoje orgulha a todos que se identifiquem com as cores do clube.


ÉPOCA 2016
Dirigente enaltece
equilíbrio


António Jamba admitiu que o Girabola Zap 2016, foi o mais competitivos e equilibrado dos últimos anos, dignificou o campeão nacional assim como todas as que participaram na maior competição futebolística em Angola.

“Este, foi o campeonato mais complicado, que já vi nos últimos anos. Se repararem a diferença entre o campeão nacional e o segundo classificado é de dois pontos, uma clara demonstração do equilíbrio no topo, assim como no despique para despromoção”, acentuou.

Destacou que o facto da decisão do título ser definida, na penúltima jornada, com o empate consentido, justifica a avaliação que faz da campanha das 16 formações intervenientes no campeonato nacional desta época.

“O 1º de Agosto só conquistou o título na penúltima jornada, de forma apertada, porque apesar de depender de si, tinha o Petro de Luanda à espreita, o que demonstra a competitividade da prova”, revelou.

O presidente de direcção do Progresso da Lunda reconheceu haver, em alguns casos, fragilidade da arbitragem ao longo do Girabola Zap 2016, mas não retira mérito à competição e todas as aquelas equipas deram o máximo de si para alcançarem os melhores resultados .

“Acho que a fragilidade da prova esteve apenas na arbitragem, e não é só o Progresso da Lunda Sul que foi prejudicada pela arbitragem, muito menos o Libolo, Petro de Luanda, mas todas equipas foram prejudicadas e em algumas situações foram prejuízos premeditados”, afirmou sem receio.

Sublinhou, que apesar de que alguns momentos, terem sido erros humanos, outros foram premeditados. “Houve situações que até podemos reconhecer que alguns erros são humanos, mas outros foram situações premeditadas, porque houve indícios de que você vai prejudicar a equipa tal, para beneficiar uma outra, mas nós aguentamos”, descreveu.

A par da contratação de um avançado, anunciou que a direcção vai potenciar também o sector do meio campo, o elo mais fraco neste momento do plantel, às ordens de Kito Ribeiro, para fazer face os objectivos que persegue.

“A equipa produz bom futebol em todas partidas, peca na finalização. O conjunto está bem na defesa, os erros que as vezes acontecem são normais, ainda assim, estamos preocupados com o meio campo. Para a próxima época, vamos permanecer com o núcleo duro do grupo, e organizar melhor o meio campo e o ataque”, adiantou.

 O dirigente mostrou-se satisfeito com o desempenho da equipa técnica e afirmou que a chegada de Figueiredo, antigo capitão dos Palancas Negras, hoje técnico -adjunto do Progresso da Lunda Sul, trouxe  nova dinâmica no grupo de trabalho.

Reconheceu a competitividade registada no Girabola Zap 2016, realçou que o objectivo do Progresso da Lunda Sul é a terceira posição, contudo, estão satisfeitos com a quarta posição. Apontou a saída de Tchibuabua, o melhor marcador do conjunto.

 “Vamos trabalhar para ocupar os primeiros cinco lugares da prova, mas dado que é a nossa segunda participação nesta competição, estamos satisfeitos com o lugar alcançado”, sublinhou.