Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Machado indignado

02 de Maio, 2017

João Machado deixa aviadores na incómoda 14ª posição do campeonato com oito pontos

Fotografia: M.Machangongo/Edições Novembro

O treinador João Machado manifestou-se indignado,  ontem, numa entrevista à Rádio Cinco,  pela forma como foi afastado do comando técnico da equipa principal do Atlético Sport Aviação (ASA), sobretudo, porque estava na cerimónia de homenagem de antigos veteranos do futebol angolano, realizada no Complexo Desportivo Escolar do Progresso do Sambizanga, uma organização do Movimento Nacional Espontâneo (MNE).

Considerado  decano dos técnicos nacionais, João Machado deixa a equipa, por decisão da direcção do clube aviador. Contratado e apresentado a 16 de Dezembro do ano passado para duas épocas, o treinador tomou conhecimento da chicotada psicológica por contacto telefónico que teve com o presidente do clube, Elias José.

\"Não queria falar acerca disso, mas o futebol está assim. A pessoa está a ser homenageada. Recebi um telefonema. Retomei logo, respondi que estava numa homenagem, e o presidente (Elias José) disse que não valia a pena lá ir (ao clube) porque estava despedido\", disse.

O ano passado, depois de várias negociações, a direcção e o técnico João Machado anuíram  em resgatar a mística do clube,  que daria mais um ano de opção ao técnico que  em onze jogos disputados (tem um desafio em atraso com o Libolo) conduziu a equipa à uma vitória, cinco derrotas e igual número de empates, que dá um somatório de  oito pontos, na 14ª posição.

O ASA figura ao lado do 1º de Agosto como as únicas equipas totalistas no Girabola Zap, visto que nunca baixaram de divisão. Com este risco e por não lograr algumas metas definidas para a primeira volta, João Machado pode ter mostrado a sua conformação,  quando falou para a Rádio Cinco.

\" Estou habituado. Lamento é pela forma como fui despedido. Vamos conversar\", disse João Machado, treinador que em 2016  regressou à equipa aviadora, depois de 21 anos, chegou a conquistar dois troféus, designadamente, a Taça de Angola (1995) e a Supertaça de Angola (1996).
A carreira de João Machado , como com 65 anos, como treinador, de futebol começou em 1982 nos juvenis do Petro de Luanda, equipa em que pendurou as chuteiras aos 32 anos de idade.

O ASA é 15º  clube que João Machado orienta nas competições nacionais. O técnico é recordista, com uma folha de serviços onde consta passagem pelo Petro de Luanda (juvenil), Petro do Huambo, 1º de Maio de Benguela, Desportivo da Chela, Académica do Lobito, Interclube, ASA, 1º de Agosto, FC Bravos do Maquis, FC Cabinda, Eka do Dondo, Progresso do Sambizanga, Sagrada Esperança , Desportivo da Huíla e 4 de Abril do Cuando Cubango.
Em 2015, o treinador anunciara que abandonaria definitivamente a vida de treinador, mas, convidado, colocou-se ao serviço da equipa do Cundo Cubango.

PRESIDENTE DO ASA
Direcção evita  esperar   mais oportunidades


Os maus resultados da equipa do Atlético Sport Aviação (ASA) no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, em que ocupa a 14ª posição com 8 pontos, estão na base do despedimento do treinador João Machado, segundo o presidente de direcção do clube, Elias José.

De acordo com Elias José, a direcção do clube e o treinador já tinham conversado há duas semanas, por isso, João Machado sabia o que ia acontecer , caso as coisas não corressem bem, como sucedeu, pois o ASA não podia espera mais. 

\"O afastamento do treinador, obviamente, deveu-se aos  maus resultados. Muita gente sabe disso. Já tínhamos  conversado há duas semanas. A imprensa deu conta disso quando não era certeza. Tivemos um encontro, demos a oportunidade. Não podemos esperar mais\", sublinhou.

O \"homem forte\" dos aviadores explicou, que \" no Huambo conversámos. Ele já estava preparado. O resultado do último jogo não era o desfecho, mas os resultados anteriores\", esclareceu.

\"Quando liguei foi no intuito de conversar. O que se passa é que a informação vazou-lhe através de alguns membros  da direcção. Só liguei para dizer que tínhamos um encontro, ele (João Machado) pretendeu saber o assunto e aproveitei a oportunidade para o informar, então da decisão\", acrescentou.

João Machado substitui no cargo José de Carvalho \"Corola\", actual adjunto de Paulo Torres no Interclube, que rendeu o brasileiro Roberto do Carmo \"Robertinho\", despedido por maus resultados. À testa da equipa aviadora passaram vários treinadores, com destaque para  os nomes de Chico Ventura, Nina Serrano, Djalma Cavalcante, Carlos Alhinho (já falecidos), Vesselin Vesco, Bernardino Pedroto, Ernesto Castanheira, José Miguel \"Minhonha\" e Roberto do Carmo \"Robertinho\".