Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Magalhes pode render Calado

Manuel Neto - 09 de Abril, 2015

lvaro Magalhes na mira dos sambilas

Fotografia: Jornal dos Desportos

Viktor Bondarenko,  Álvaro Magalhães, Divaldo Alves e Bernardino Pedroto, caso chegue a acordo com a direcção presidida por Paixão Júnior, pode vir a ser o novo treinador da equipa principal de futebol do Progresso Sambizanga, em substituição de Mário Calado, demitido ontem, das suas funções por maus resultados. A informação foi avançada ao Jornal dos Desportos pelo vice-presidente do clube, Manuel Dias dos Santos “Kito”.

“Estamos a encetar contactos com o leque de treinadores (Viktor Bondarenko, Álvaro Magalhães, Divaldo Alves e Bernardino Pedroto), três deles estão inactivos, no sentido de preencher a vaga deixada por Mário Calado. Dentro de dez dias, vamos anunciar definitivamente o substituto. Aliás, tudo depende dos resultados que as partes vão abobadar a respeito”, disse.O vice-presidente do clube sambila avançou, que “a uma dada altura temos de ser firmes nas nossas decisões. Por isso, reunimos com o técnico (Mário Calado) e decidimos terminar o vínculo, devido aos resultados menos bons que a equipa vem produzindo desde o início da época”.

Manuel Dias dos Santos disse, igualmente, que toda a equipa que disputa uma competição está susceptível de perder , “mas não da forma como a equipa está  consecutivamente a perder”, referiu e depois adiantou “houve derrotas que a nosso ver ultrapassam os meandros administrativos, porque  temos notado uma falta de qualidade competitiva do grupo. Temos objectivos traçados e para alcançá-los era importante  começarmos a conquistar  alguns pontos na primeira volta e outros na segunda. Infelizmente, começamos a perder logo nas primeiras jornadas, coisa que nunca aconteceu à equipa”.

O responsável do Progresso do Sambizanga salientou que Mário Calado tinha às suas ordens um plantel  recheados de jogadores experientes, a  maior parte seleccionados por ele. Por isso, advoga que o treinador não pode apontar a falta de qualidade do plantel como a razão do insucesso do grupo.

“Foi o técnico quem escolheu a maior parte dos jogadores, por isso não há motivos para a equipa perder jogos ao seu alcance. Mas continuamos firmes nos nossos objectivos e vamos lutar até ao fim para que tal se concretize”,disse. Manuel Dias dos Santos pede muita calma aos adeptos do Progresso e acredita em dias melhores para a equipa.“Todas equipas têm maus e bons momentos. Por isso, peço o apoio de todos nesta fase menos boa da equipa, pois acredito que a equipa vai inverter o quadro nos próximos dias”,sustentou.

GIRABOLA
Maus resultados ditam a demissão


A demissão do técnico Mário Calado do comando da equipa do Progresso Sambizanga, após reunião realizada na passa terça-feira, entre o treinador e a direcção do clube liderado por Paixão Júnior, resulta dos maus resultados nos seis jogos disputados no Girabola 2015.  O técnico Mário Calado, que substituiu o  cabo-verdiano Lúcio Antunes no comando da equipa sambila, depois de este ter terminado em décimo lugar no Girabola e chegado às meias-finais da Taça de Angola, venceu apenas um jogo, empatou outro e perdeu quatro, o que lhe confere  o último lugar da prova, com quatro pontos.

Em função do afastamento do técnico Mário Calado, a equipa foi orientada pela dupla técnica Guilherme de Sousa “Matateu” e Fernando Francisco “Zico” que assume interinamente o comando técnico. Mário Calado, duas vezes campeão de Angola pelo 1º de Agosto (1996) e Sagrada Esperança da Lunda-Norte (2005) e que já orientou os Palancas Negras, esteve  inactivo desde  2012 , ano que orientou  pela última vez o Sagrada Esperança. Em Dezembro do ano passado, o treinador angolano foi contratado pelos responsáveis do clube sambila.

No seu palmarés destaca-se a brilhante época no comando técnico do Santos FC de Angola, onde conquistou a Taça de Angola e qualificou a equipa para as competições africanas de clubes,  afastou nas eliminatórias o poderoso Al Ahly do Egipto. Ao serviço da  Selecção Nacional, Mário Calado conquistou a Taça de Angola, em 2001.