Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Magro comanda ataque do Libolo

Pedro Augusto - 27 de Setembro, 2018

Segundo melhor marcador do campeonato passado s ordens do portugus Boris Branco

Fotografia: Paulo Mulaza / Edies Novembro

O avançado brasileiro Daniel de Jesus dos Santos \"Magrão\", segundo melhor marcador do Girabola Zap 2018, com 14 golos em 13 jogos, vai comandar o ataque do tetracampeão Recreativo do Libolo na temporada futebolística 2018/2019, cujo arranque está marcado para o próximo mês de Outubro. 
O goleador, contratado na segunda volta do campeonato nacional ao Sertãozinho do Brasil, decidiu pela continuidade na equipa libolense, com quem tinha assinado contratos válido por seis meses (segunda volta do Girabola Zap passado), depois da excelente época protagonizada. Ou seja, Magrão e a direcção encabeçada por Leonel Casimiro, chegaram a acordo e o brasileiro fica por mais uma temporada na formação de Calulo. 
Magão, apenas superado pelo seu compatriota Tiago Azulão, do Petro de Luanda, na artilharia do campeonato com 20 golos, é uma das grandes apostas do Recreativo do Libolo, para regressar às conquistas a nível doméstico. 
O Recreativo do Libolo, que iniciou os trabalhos de campo na passada terça-feira, no Complexo Desportivo do Sport Luanda e Benfica, em Cacuaco, já sob comando do treinador português Sérgio Boris Rodrigues Branco, tem confirmado já seis reforços, entre eles o internacional angolano Marco Airosa, segundo o site oficial da agremiação de Calulo. O site do Libolo não faz referência do tempo de contrato com o lateral direito, 34 anos de idade, que durante sete épocas representou o AEL Limassol do Chipre. 
A transferência de Marco Airosa do AEL Limassol para o Recreativo do Libolo, é a primeira experiência do jogador no campeonato nacional, depois de ter representado igualmente vários emblemas portugueses, como União de Leiria, Alverca e Barreirense, bem como ter representado os Palancas Negras no Mundial 2016, na Alemanha, e no Campeonato Africano das Nações (CAN), em 2008, no Ghana. 
A agremiação de Calulo contratou igualmente os avançados Filhão e Nandinho (ex-Kabuscorp do Palanca), o segundo regressa a casa; Mussa (ex-Cuando Cubango FC), Panilson (ex-Sagrada Esperança) e Caneta (médio ofensivo formado no clube do Cuanza Sul).
A equipa do Recreativo do Libolo, sob presidência de Rui Campos, dominou o futebol nacional, entre 2011 e 2015, ao conquistar quatro dos cincos títulos do Campeonato Nacional da Primeira Divisão.