Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Malditas leses

Jorge Neto - 09 de Junho, 2016

Tricolores tm maior parte dos jogadores disponveis para jogo com militares no encerramento da primeira volta do Campeonato Nacional

Fotografia: Jornal dos Desportos

O internacional Miguel é a grande contrariedade do Petro de Luanda para o jogo com o 1º de Agosto, agendado para sábado, às 18h00, no Estádio 11 de Novembro, ao Camama. O lateral esquerdo enfrenta uma lesão muscular que o tem afastado dos jogos e dos treinos no relvado.

Ontem de manhã, durante a única sessão do dia, o jogador esteve limitado a trabalhos específicos sob o olhar do preparador físico,  deixou sinais de melhoras e possível reintegração nos treinos de colectivo na próxima semana, ou mesmo amanhã. Não obstante a provável alteração do quadro clínico, está afastada a hipótese de Miguel  integrar a convocatória a ser anunciada amanhã para  o embate frente ao rival do Rio Seco.

Enquanto isso, estão disponíveis todos os demais atletas do plantel, facto que deixou Beto Bianchi satisfeito. O treinador ensaiou ontem nuances do modelo de futebol pretendido para anular o 1º de Agosto. E, diga-se nesse aspecto, que os habituais exercícios de construção do bloco ofensivo - defensivo dominou os trabalhos no campo relvado Osvaldo Saturnino de Jesus, no Catetão.

A julgar pelo que deixa transparecer, o treinador do Petro de Luanda nas sessões de preparação, é provável que o "onze" observe alterações, relativamente aos utilizados nos jogos anteriores. Pragmática, deve ser a postura táctica da equipa no jogo de sábado, já que Bianchi parece defender uma disposição dos jogadores no sistema que lhes confere mais conforto e rendimento em campo.

Nesta visão, o Petro deve alinhar frente ao 1º de Agosto, exactamente da mesma forma como o fez, nos jogos passados: um estilo de jogo que privilegie a circulação, o passe e posse de bola, sobretudo que valorize rápidas transições defesa/ataque.

Apesar de estarem em condições favoráveis de integrar os titulares, os jogadores Gerson, Mabiná, Wilson, Etah, Ari, Herenilson, Manguxi, Diógenes, Balacai, Carlinhos, Fabrício e Jiresse, só depois da sessão de treinos de amanhã deve ficar tudo mais claro em relação aos escolhidos para o “onze” do aguardado dérbi com o 1º de Agosto.

DRAGAN  JOVIC

"Objectivo é ganhar o jogo"


O técnico da equipa do 1º de Agosto, Dragan Jovic , mostrou-se convicto numa vitória no dérbi diante do Petro de Luanda, no  próximo sábado, às 18h00, no estádio 11 de Novembro.

O bósnio considerou que será um jogo difícil, diante de uma equipa que cresce a cada jornada, mas garantiu que o objectivo passa por continuar na senda das vitórias e cimentar a liderança no Girabola Zap.

"É mais um jogo difícil, porque o adversário tem uma equipa forte, aposta na juventude, que tem demonstrado valor jogo após jogo. Vi o jogo do deles contra o Benfica de Luanda e vi um Petro diferente das outras jornadas. Ainda assim, o nosso objectivo é ganhar para reforçar a liderança no campeonato", defendeu.

Dragan Jovic lamenta o facto de começar a semana de preparação com o grupo incompleto, por diferentes motivos, e admite a possibilidade de Ary Papel falhar o clássico.
"Lamento que não tenha começado a trabalhar essa semana com o grupo completo, o Jumisse esteve a representar a selecção de Moçambique, e em função das lesões do Gelson e o Ary Papel. Mas penso que o caso do Ary inspira mais cuidados, mas temos um plantel vasto e temos jogadores capazes de entrar em campo e representar bem o clube, caso o Ary não jogue", disse.

Em relação aos dois jogadores influentes na manobra da equipa até ontem não haviam integrado os treinos colectivos do conjunto militar. Ary Papel e Gelson continuaram o trabalho com bola, separados do grupo, assim como não fizeram parte da habitual "peladinha", onde o técnico Dragan Jovic ensaiou as movimentações ofensivas e defensivas a utilizar no duelo de gigantes.

Os dois jogadores querem fazer parte do clássico, mas estão dependentes do aval do departamento médico, embora Gelson, o artilheiro do campeonato, 14 golos, apresenta um quadro mais positivo e a sua presença no desafio está garantida.    

1º DE AGOSTO
Geraldo e Ibukun estão motivados


Os médios ofensivos Geraldo e Ibukun, ambos do 1º de Agosto, estão motivados para o clássico de sábado, diante do rival Petro de Luanda, onde além do objectivo principal passar pela conquista dos três pontos, consideram haver um "sabor especial" participar do desafio, quando Ary Papel continua a preocupar.
Os dois jogadores falaram à imprensa na última terça-feira, após o treino no ex-RI20, onde abordaram o actual momento da equipa e o que significa fazer parte do maior clássico do futebol nacional.

Para o internacional angolano Geraldo, que vai jogar pela primeira vez o dérbi, será o concretizar de um sonho que carrega desde criança e ambiciona terminar com uma vitória.
"É um grande jogo, é mais um clássico, fico feliz em participar dele e dar o meu contributo para uma vitória da nossa equipa. Quando estava no Brasil, ouvia falar desde jogo e sempre quis participar desde criança, acabei por assistir um jogo quando vim para o país. Penso que todo o jogador gostaria de participar, pois tem uma boa atmosfera e ainda mais porque estamos a liderar o campeonato e queremos ganhar", disse.

Geraldo, o segundo melhor marcador da equipa, com quatro golos, admitiu que passou por um período de adaptação difícil, mas já conseguiu ultrapassar e minimizou uma possível pressão dos adeptos petrolíferos, pelo facto de ter mudado de clube à última hora.

"No começo foi um pouco difícil, mas fico feliz por estar a contribuir para a equipa e espero manter o ritmo. Acho que é algo normal eu estar a defender a camisola do 1º de Agosto e não a do Petro, penso que não vai me afectar, estou no futebol há muito tempo e estou consciente de que essas coisas acontecem. Peço aos adeptos que venham ao estádio e nos apoiem", defendeu.

Já o médio nigeriano Ibukun afirmou que "é muito importante para nós ganharmos este jogo. É bom para os nossos adeptos e nós os jogadores que temos como objectivo ganhar todos os jogos. Essa semana é importante, vamos defrontar o Petro e com certeza, iremos fazer um bom desafio, pois não tememos o adversário, estamos calmos e prontos para ganhar", finalizou.
JN