Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Maquis recebe em casa co-lder do campeonato

Daniel Melgas - Luena - 25 de Fevereiro, 2017

Maquisades mantm acesa a chama de ir mais longe possvel

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa do Bravos do Maquis está sem vencer o Kabuscorp do Palanca, há cinco épocas consecutivas, montou a estratégia para vencer hoje, a partir das 15h00, no Estádio Mundunduleno do Luena, o desafio a contar para a terceira jornada da prova, em que recebe o co-líder do Girabola ZAP, e crónico candidato ao título.

Nas últimas cinco temporadas, num total de dez jogos, o FC Bravos do Maquis o máximo que fez foi empatar em três ocasiões, embora, tivesse vencido no ano de estreia do Kabuscorp, em 2009 (0-1), e no seguinte (4-3).

Ciente da celeuma, a equipa de João Pintar da Silva já assumiu  transformar o Mundunduleno num verdadeiro inferno, seja qual for o oponente, porque todos os jogos em casa são para vencer, nem o estatuto de 5º classificada do Girabola2016  amedronta a equipa do Moxico.

A atravessar bom momento de forma, as equipas que vão defrontar-se pela 14 vez no seu histórico, querem manter o ciclo vitorioso, embora, o Kabuscorp do Palanca apresente um ligeiro favoritismo, mercê do estatuto de crónico candidato ao título, e possui um plantel de peso.

O FC Bravos do Maquis mantém, por outro lado, acesa a chama de “ir o mais longe possível”, e por isso, não vai deixar os seus créditos em mãos alheias na condição de visitado, está a consolidar a estratégia de “tomba gigantes”, traçada durante a semana. O FC Bravos do Maquis depois do empate na ronda anterior, ocupa a terceira posição com quatro pontos, todavia, o seu adversário desta ronda número três, co-lidera a prova com seis pontos, números iguais aos do Recreativo do Libolo.

Ao marcador dois golos, em igual número de desafios do Girabola2017, o médio defensivo Pataca é o melhor marcador da equipa. Curiosamente, ambos os tentos foram apontados através da transformação de grande penalidade.

Foi assim no desafio da ronda inaugural frente ao Progresso da Lunda Sul (1-0), seguido do empate ante ao ASA (1-1),que  mostra a sua perícia e sentido de oportunidade, uma das grandes contratações da equipa na presente temporada.

Uma outra curiosidade, protagonizada pelo franzino médio, é o facto dos dois golos terem sido marcados nas segundas partes dos desafios. Ou seja, frente ao Progresso da Lunda Sul, Pataca, marcou aos 56 minutos, e ante ao ASA, aos 50m.


VISITANTE
Kabuscorp  acredita na vitória no Luena


Vencer o Bravos do Máquis hoje às 1600, no Moxico, para continuar na senda das vitórias, é o principal objectivo que defende a equipa técnica do Kabuscorp do Palanca, liderada por Romeu Filemon.

\"O Kabuscorp enfrenta todos os jogos com o pensamento na vitória, e este não foge à regra, visto que o grupo quer vencer par melhor cumprir  com os seus objectivos\", disse.

Depois de  alcançar  duas vitórias  consecutivas, diante da Académica do Lobito, e do Desportivo da Huíla,  o conjunto de Bento dos Santos Kangamba apresenta-se  moralizado e promete tudo fazer para vencer  os maquisardes no seu próprio terreno, de forma a cimentar  cada vez mais a liderança na prova. Romeu Filemon não gostou do jogo  da jornada anterior, diante do Desportivo da Huíla, apesar do grupo ter vencido, o que obrigou  ao longo da semana que a equipa técnica trabalhasse de forma integral, com realce para as correcções das falhas cometidas,  quer no sector intermediário como no sector atacante, para evitar surpresas  diante do conjunto liderado por João Pintar.

A equipa respira boa saúde, com excepção do lateral Faustino que recupera da lesão contraída ao longo do estágio da pré época, mas  já faz trabalho com bola e tudo indica  que a equipa técnica possa contar com os seus préstimos.
 Manuel Neto