Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Maquis tenta sobreviver

12 de Agosto, 2015

Passmos por muitas vicissitudes, no jogo anterior diante do Recreativo do Libolo, mas j faz parte do passado.

Fotografia: Jos Soares

O duelo entre o FC Bravos do Maquis e o Atlético Sport Aviação(ASA), marcado para as 15h30, no estádio Mundunduleno, é o destaque dos confrontos da zona turbulenta do campeonato. A equipa do Luena tenta a todo custo aguentar-se do abalo financeiro que tem influenciado negativamente, o espírito competitivo da equipa.

O primeiro sinal de saturação, foi dado pelo treinador português, que largou o barco no  alto mar. Victor Manuel não resistiu à situação de crise que a formação do FC Bravos do Maquis atravessa e abandonou o comando técnico. Por conta da crise, o FC Bravos do Maquis está a encetar um percurso que pode tirar-lhe do Girabola. A equipa ocupa a 13ª posição com 19 pontos, resultante de derrotas consecutivas.

Os aviadores, sem culpa nenhuma da situação, podem aproveitar para limpar a imagem deixada sábado, no estádio 22 de Junho, em que foram despachados por 3-1. Depois de duas vitórias, a equipa de Roberto do Carmo “Robertinho” desfaleceu aos pés do Interclube, mas pode recuperar esta tarde.

A Académica vai tentar em Luanda o que não conseguiu no Lobito, diante do Domant FC de Bula Atumba: ganhar. Os estudantes precisam de pontuar nessas dez jornadas que faltam, sob pena de arrumarem as malas de volta para a segunda divisão. Hoje, às 16h00, no estádio da Cidadela, diante do Progresso do Sambizanga, a tarefa não se afigura fácil, não obstante fazer sempre bons resultados na capital.

O Progresso do Sambizanga também precisa de curar as feridas abertas em Calulo, lugar onde perderam por 2-1 (resultado muito contestado pelos sambilas) , e querem rapidamente esquecer o que viveram no duelo com o Libolo.
TC