Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Maquisardes e santistas

Pedro Augusto - 24 de Setembro, 2009

FC Bravos do Maquis e Santos empataram a uma bola

O FC Bravos do Maquis assumiu a nona posição do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, apesar do empate de ontem, a uma bola, com o Santos FC, na partida que marcou o encerramento da 22ª jornada da competição.
Os maquisardes, que saíram a vencer no primeiro tempo, com golo do zambiano Mukota, aos 10 minutos, deixaram escapar uma soberana oportunidade para ascenderem ao sétimo lugar, pois, em caso de vitória, somariam 27 pontos, os mesmos que o Recreativo do Libolo.
A divisão de pontos verificada no desafio disputado no Estádio Comandante Mundunduleno, no Luena, não beneficiou muito as equipas, tudo porque o FC Bravos do Maquis e o Santos FC mantém-se na “zona vermelha” do campeonato, ou seja, na linha da despromoção.
Os santistas, que na última semana terminaram a sua participação na Taça da Confederação, apesar do triunfo sobre o Vita Club de Kinshasa, por 1-0, estão numa situação muito incómoda no Campeonato Nacional.
A 11ª posição que ocupam, com 26 pontos, pode ser perfeitamente alcançada pelo Kabuscorp do Palanca, 12º colocado com 25 pontos, o que não deixa de ser preocupante, quando estamos a quatro jornadas do termo do Campeonato. Aliás, ontem, a equipa de Mário Calado quase saía do Luena derrotada, não fosse o atacante o Sawú ter “silenciado” os adeptos maquisardes em pleno estádio Mundunduleno.
O desafio entre maquisardes e santistas não se disputou na data programada inicialmente, 20 do corrente, em virtude da participação da equipa do Morro Bento na Taça da Confederação.

Desportivo prepara recepção ao D´ Agosto

A formação do Clube Desportivo da Huíla, CDH, está a preparar com todos os cuidados, na comuna da Palanca, 15 km a Sul da cidade do Lubango, as estratégias a utilizar domingo, no estádio Joaquim Morais, no Namibe, diante do 1º de Agosto, em desfio referente à 23ª jornada do Girabola.
De acordo com o técnico-adjunto do CDH, Joaquim Finda “Mozer”, o jogo está a ser preparado com cuidados especiais por se tratar de um adversário da “elite” do futebol nacional.
O plano de preparação do representante huilana no Girabola, tem privilegiado o ensaio de jogadas de bola em movimento, passes rápidos a um toque, cobranças de livres à entrada da grande e pequenas áreas, bem como outras componentes inseridas no cronograma do trabalho traçado.
Não obstante a situação incómoda na classificação (10º colocado com 26 pontos) o moral no seio do plantel é alto. “Não estamos, ainda, tranquilos na tabela de classificação, porque temos 26 pontos na 10ª posição, mas temos outras equipas com o mesmo número de pontos, o que deixa ainda mais complicada a nossa situação no Campeonato”, avaliou.
Por força disso, o braço-direito de António Barbosa no comando técnico dos militares da Região Sul, prometeu que tudo está a ser feito, no capítulo da preparação do jogo, para a equipa conseguir, no próximo domingo, um resultado positivo, mas anteviu grandes dificuldades.
Durante a semana de trabalhos, a equipa técnica tem insistido, também, nos aspectos da finalização, pois, a linha atacante tem revelado alguma incapacidade.
Benigno Narciso, no Lubango