Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Maquisardes vencem sem convencer

Daniel Melgas, no Moxico - 12 de Fevereiro, 2017

Apesar de assumir as rédeas do desafio, os maquisardes criaram poucas oportunidades de golo, com o ponta-lança Vado I a mostrar-se tímido e preso nos movimentos, acusando a ansiedade na estreia com o estádio lotado e algum nervosismo à mistura, o que influenciou de forma negativa na sua actuação.

Do outro lado, apareceu um conjunto com o veterano Chilechi a tentar comandar o jogo, mas a idade já pesa, enquanto no flanco direito, Capuco, com a velocidade que lhe é característica, fazia das suas, dando muito trabalho a Nany, defesa direito dos anfitriões.

Josimar, Pataca e Djó, trio do meio campo dos caseiros, fizeram jogar a equipa mas precisam de muito trabalho de coesão, combinação e compactação, por isso, não evitaram o nulo ao intervalo (0-0).

No reatamento, os maquisardes tentaram explodir incomodando o sector mais recuado do adversário. Esta pressão levou Djó, o mais inconformado em campo a ser derrubado na grande área. Sem meias medidas o árbitro Mauro Gabriel não teve dúvidas em assinalar a grande penalidade, bem convertida por Pataca aos 51'.

Daí em diante, a equipa orientada por João Pintar jogou a seu belo prazer e criou mais algumas jogadas de perigo para delírio dos seus adeptos que acorreram em massa ao estádio para apoiar a sua equipa que voltou a cumprir o histórico de estrear a vencer, tal como fez nos últimos quatro anos, mas perdeu a oportunidade de mostrar brio, classe, espectáculo e emoção.

Na Lunda Norte o Sagrada Esperança levou a melhor sobre o Interclube vencendo, por 1-0, com golo de Joca aos 48'.