Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Mrio integra plantel palanquino

Manuel Neto - 09 de Junho, 2016

Guarda-redes regressa da seleco e integra no plantel

Fotografia: Nuno Flash

A integração do guarda-redes Mário na sessão de ontem da formação do Kabuscorp do Palanca,  foi a nota de destaque da equipa orientada por Manuel Agostinho (Bodunha), que prepara a visita ao Progresso da Lunda Sul, sábado, às 15h00, no Estádio das Mangueiras.

O internacional  que esteve ao serviço da selecção nacional, que perdeu domingo passado diante da similar da República Centro Africana, em jogo de apuramento ao Campeonato Africano das Nações (CAN), é mais uma opção para o conjunto palanquino.

Mário que tem sido o titular indiscutível na baliza do Kabuscorp trabalhou sem limitações e tudo indica que pode voltar a merecer aposta da equipa técnica.
Durante a sessão de ontem, no Complexo Escolar do Progresso, para adaptação ao piso sintético, foi notória a preocupação do treinador na qualidade do passe e a circulação da bola, em função da qualidade da relva, idêntico ao estádio das Mangueiras.

No jogo treino realizado ontem, a equipa técnica liderada Bodunha, repartiu o grupo em dois e dedicou uma especial atenção ao grupo constituido com Lami, Mano, Silva; Trezor, Bobó e Faustino, Meda Lutumba, Nary, Amarildo,  Bruno e Magola, ao passo que o seu adjunto Adilson,  trabalhou com o resto da equipa.

O aspecto físico, com relevância para as componentes tácticas e técnicas foram as actividades que mereceram igualmente o destaque da equipa de Bento dos Santos (Kangamba), que volta a trabalhar esta manhã às 9h00, no Estádio dos Coqueiros.

RESCISÃO
Kabuscorp descarta
regresso de Mabi


A direcção do Kabuscorp do Palanca descartou, a possibilidade de o futebolista congolês Trésor Mputu Mabi regressar, na presente temporada, ao clube angolano em cumprimento a decisão sancionatória que lhe foi imposta pela Federação Internacional do Futebol Associado (FIFA)

Falando à Angop sobre eventual regresso de Trésor, o vice-presidente do clube, Mingo Jacinto, referiu à Angop que o atleta rompeu o contrato que mantinha com a equipa e neste momento os palanquinos aguardam apenas que o jogador cumpri com a decisão da FIFA de pagar uma indemnização de dois milhões de dólares ao Kabuscorp.

O atleta, que chegou a ser considerado um dos melhores a actuar em África, tinha contrato válido até final desta época, mas abandonou em Abril de 2015 o clube.

Em função da reacção do jogador, a formação de Bento Kangamba recorreu e ganhou o caso junto do comité de estatutos dos jogadores do órgão reitor da modalidade a nível mundial.

De acordo a deliberação da FIFA, Mputu Mabi deverá pagar o dinheiro num prazo máximo de 30 dias, segundo a decisão da FIFA.