Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Mavambo reforça Desportivo da Huíla

Benigno Narciso-Lubango - 16 de Janeiro, 2017

Huilanos buscam reforços em Luanda

Fotografia: Jornal dos Jornal

Os médios, Mavambo (ex-Petro de Luanda), Sidney (ex-Benfica de Luanda) e Belito (ex-Progresso do Sambizanga) vão representar a equipa do Clube Desportivo da Huíla na próxima época futebolística. Os reforços contratados pela direcção do grémio militar da Região Sul são considerados aptos para ajudar a equipa no Girabola Zap 2017, e na Taça de Angola.

Sidney e Belito regressam aos militares da Região Sul, onde foram formados, mas não ficaram na equipa por muito tempo, por causa das  excelentes prestações que despertaram a cobiça de vários clubes, pelo que acabaram contratados em 2015.O plantel dos militares da Região Sul, para além das três contratações, vai ser reforçado com quatro atletas saídos dos juniores. Trata-se dos médios, Nuno e Milton, jovens promessas que se destacaram no último Campeonato Nacional de Sub-20, disputado em Benguela, em 2016, em que o Desportivo da Huíla chegou à final da referida competição. A estes, segundo apurou o Jornal dos Desportos, juntam-se um guarda-redes e um defesa esquerdo, cujos nomes não foram revelados.

“Temos algumas contratações. Alguns já estiveram no plantel, em 2015. São os casos de Sidney, e Belito. Temos também o Mavambo, que veio do Petro de Luanda, que esteve em destaque no Torneio da Independência. A par destes, promovemos dois atletas, o Nuno e o Milton, médios  destacados no campeonato de juniores que o clube participou em 2016, em que chegamos à final. Vamos promover também um lateral esquerdo e um guarda-redes”, disse ao Jornal dos Desportos, Ezequias Domingos, director administrativo do clube.

Ezequías Domingos confessou que a direcção do clube não tem condições financeiras para efectuar contratações sonantes. Por isso, em função das limitações financeiras a aposta passa pela prata da casa, com a promoção de jovens atletas oriundos das camadas de formação.“Não estamos a fazer grandes contratações, até porque a situação financeira não é das melhores. Dada a limitação, vamos apostar nos jovens locais”, elucidou.A equipa do Desportivo da Huíla, tecnicamente orientada por Mário Soares, em substituição de Ivo Traça, ficou desfalcada com as saídas dos médios Nandinho para o Petro de Luanda, Dany Traça para o Sagrada Esperança, Cassinda para o Kabuscorp do Palanca e Tchitcher.