Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Mbong e Josy falham o Libolo

Morais Canmua - 24 de Julho, 2015

Militares da Regio Sul vo a Calulo sem duas peas fundamentais do ataque e linha mdia

Fotografia: Arimatia Batista

O atacante camaronês, Emanuel Mbongó, e o médio ofensivo caboverdiano, Josimar "Josy", desfalcam o plantel do Desportivo da Huíla no desafio diante do Recreativo do Libolo pontuável para a jornada 18 do Girabola, por força do regime contractual.

O dois jogadores são, por empréstimo,  provenientes do emblema de Calulo e, por esta razão, não jogam com a equipa  campeã- Fazem-no apenas noutros jogos para ganharem rodagem competitva neste segundo turno da prova.

Diante desta realidade, o técnico Ivo Traça procura alternativa para poder conferir ao plantel a mesma capacidade competitiva já que os citados atletas são referências e peças fundamentais na manobra da equipa que o técnico tem estado a apresentar neste início da segunda volta.

O camaronês já facturou no segundo jogo desta etapa derradeira da prova, diante do Recreativo da Caála enquanto o médio caboverdiano Josy tem sido uma peça fundamental na armação do jogo ofensivo,  elementos de que o técnico procurou ao longo da primeira volta e que agora os tem em mãos.

Lito pode ser chamado a ocupar a vaga que Josy irá deixar enquanto o jovem Beto deverá ser a opção no ataque para fazer companhia ao intrépido Chiquinho.

Danilson Traça, Nadinho e Tchitchi continuam tocados e é ponto assente que não deverão recuperar para o jogo diante dos libolenses, segundo fonte ligadas ao departamento médico do clube. Saúda-se o regresso do médio ofensivo Yuri que ja actuou no desafio referente à Taça de Angola diante do Petro de Luanda.

Para este jogo, os militares da Região Sul depois de dois tropeços competivos, um no Girabola e outro para Taça, as atenções agora estão centradas no próximo adersário.


Desportivo prepara deslocação à casa do campeão


Depois da derrota diante do Petro de Luanda,em  jogo pontuável para a Taça de Angola,  segunda maior competição do país,  o Desportibo da Huíla prepara, em Luanda a deslocação a Calulo, onde defronta no final de semana o Recreativo do Libolo,  desafio referente à jornada 18 do Girabola.

O conjunto orientado pelo técnico Ivo Traça trabalhou ontem, no período da manhã, no relvado do campo do ex-RI-20, baseado essencialmente, na recuperação dos atletas utilizados no jogo diante dos petrolíferos e um treino mais intenso para os que nao fizeram parte do desafio.

Diante da prioridade no campeonato onde a classificação da equipa inspira imensos cuidados, Ivo Traça preferiu, para o jogo dos oitavos de final da Taça de Angola,  fazer profundas mexidas no conjunto, utilizando uma equipa de segunda linha. Ainda assim, a resposta foi extraordinária tendo, os atletas chamados a enfrentar o "todo-poderoso" conjunto petrolífero  correspondido plenamente.

Para o jogo diante dos libolenses, por aquilo que se pode notar, o técnico preve outras alteracoes no xadrez chamando ja os jogadores que habitualmente têm sido titulares. No treino aprazado para esta sexta-feira, no mesmo recinto de manhã, o último antes da deslocação à pitoresca vila de Calulo, os militares da Região Sul irão trabalhar insistentemente nos aspectos técnicos e tácticos, com particular destaque a concentração defensiva e ao discernimento ofensivo.

Aspectos como transições ofensivas e  recuperações defensivas  fazem parte igualmente dos que serão aprimorados, a julgar pelos erros cometidos no desafio do final de semana passado em que os pupilos de Ivo Traça consentiram um empate caseiro bastante amargo diante do Recreativo da Caála (1-1).
Em relação aos objectivos da equipa para a "operação-Libolo" Ivo já traçou um plano estratégico que visa tentar "encurralar" o gigante e poder somar pontos fora de casa que acaba por ser a grande aposta do conjunto huilano nesta segunda volta.

O técnico Ibo Traça conhece bem as dificuldades que deverá enfrentar nesta deslocação mas, ainda assim, prefere estar optimista. "Temos estado a trabalhar bem. Fizemos um jogo bastante conseguido com o Petro de Luanda onde, apesar da derrota, os atletas tiveram boa atitude e eatamos em crer que, diante do Recreativo do Libolo será melhor. Vamos lá para discutirmos os três pontos em disputa", disse.