Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Megue e Picas do brilho ao tricolor

Edvaldo Lemos - 05 de Agosto, 2019

Petro de Luanda venceu ontem a Acadmica do Lobito por duas bolas a zero

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

A exibição do Petro de Luanda no jogo de ontem, nos Coqueiros, que serviu de apresentação do plantel para a época 2019/2020, acabou por agradar aos adeptos e sócios que se fizeram presente no estádio. A vitória por duas bolas a zero, com golos dos ex-sambilas Yano (48´) e Megue (76´), acabaram por colorir o trabalho desenvolvido pelos tricolores nos 90 minutos. 

Aliás, o médio Megue, bem secundado pelo avançado Picas, que este ano foi promovido ao escalão principal, foram os grandes \"motores\" da equipa às ordens de Tony Cosano, num jogo em que Yano, autor de um soberbo golo, Jacks Tuysenge (avançado/ruandês) e Kelson (central/ ex-junior) também estiveram em grande plano. 

Com casa cheia e diante de um adversário de respeito, o avançado ruandês Jacks Tuysenge, para surpresa de muitos, foi aplaudido de pé, tal como o capitão Job, porém não fez gosto ao pé no desafio de apresentação. O jogo não começou bem para os tricolores, pois os estudantes entraram com a lição estudada e pressionaram o adversário a partir do meio-campo. Contudo, a qualidade técnica dos atletas do Petro contrapôs a pressão que era exercida pelo adversário.

O reforço Dolly Menga esteve abaixo do esperado pelos adeptos.  O avançado jogou a primeira parte e teve como nota de registo apenas um remate à baliza adversária para desagrado dos apoiantes tricolores. Deste modo, a substituição de Dolly Menga pelo ex-Progresso Sambizanga Yano, acabou por ser uma medida acertada de Cosano. O internacional angolano, numa perfeita execução técnica, marcou o primeiro golo do jogo. O livre marcado de fora da área, deixou indicações que o jogador está de corpo e alma na equipa. 

O jovem avançado Picas foi a grande revelação dos tricolores no jogo de ontem. O camisola 2 foi preponderante no jogo ofensivo do Petro. Ou seja, o \"menino do Zango\" não tremeu na hora da verdade, principalmente na primeira parte e só foi, no computo geral, superado pelo médio Megue, autor do segundo golo. 

Megue, jogador que veio do Progresso Sambizanga na época passada, foi o maestro dos tricolores na partida. Durante o consulado de Beto Bianchi o jogador não foi muito utilizado, devido a problemas de lesões, e no jogo de ontem deixou um sério aviso à concorrência, tal como o jovem central Kelson.   

O Petro mostrou ter um bom plantel, com melhorias em relação ao anterior, com as mexidas no ataque e na defesa. Assim, os tricolores deixam de ser dependente de um único avançado, como acontecia com Tiago Azulão, pois neste plantel Yano mostrou ser um candidato a goleador e Megue pode vir substituir bem a vaga deixada pelo Vá. 

PLANTEL PRINCIPAL
Cosano“lança”sete promessas

O plantel do Petro de Luanda, apresentado ontem à tarde, nos Coqueiros, visando a temporada 2019/2020, vai contar com sete jovens saídos dos escalões de formação, nomeadamente Picas, Kelson, Dos Santos, Telmo, Muíla, Nathan e Gladilson, e três estrangeiros - Jacks Tuysenge (ruandês), Musah e Isaac (ganenses). 

Entre eles, o médio-ala Picas, talento que teve a sua formação inicial na Escola de Futebol do Zango, sob comando de Armando Faria \"Tio Nandinho\", e uma das revelações do \"nacional\" de Sub-20, disputado no Huambo, foi uma agradável surpresa para os sócios e adeptos tricolores. O camisola 2, que \"deambulou\" por todo campo, teve uma excelente exibição, principalmente na primeira parte, somente superada pelo Megue, autor de um dos dois golos do Petro.  

Comandada pelo experiente Job, que não fez parte do jogo de ontem, diante da Académica do Lobito, a \"orquestra\" às ordens do espanhol Tony Cosano (técnico principal) e que tem como adjuntos Flávio Amado, João Ndoce, Maurício Marques (preparador físico) e Adriano Soares (treinador de guarda-redes) é composta por 32 jogadores.O Petro de Luanda tem à disposição quatro guarda-redes, nove defesas, 12 médios e sete avançados para \"atacar\" a época 2019/2020. Eis a lista completa:  Nathan, Elber, Augusto e Gerson (guarda-redes); Ariclenes, Musah, Diogénes, Tó Carneiro, Wilson, Nary, Eddie Afonso, Danilson e Kelson (defesas); Megue, Dany, Manguxi, Benvindo, Isaac, Herenilson, Alem, Karanga, Bugos, Dos Santos, Telmo e Muíla (médios); Picas, Jacks Tuysenge, Job, Gladilson, Tony, Dolly Menga e Yano (avançados).