Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares á beira do título

Betumeleano Ferrão - 29 de Outubro, 2017

Militares podem fazer o bis caso triunfem esta tarde sobre os aviadores

Fotografia: José Cola | Edições Novembro

O dérbi dos Coqueiros entre o Atlético Sport Aviação (ASA) e o 1º de Agosto, tem duplo interesse, pode confirmar o bis para os militares, ou reacender a esperança da manutenção para os aviadores. Um, dos dois cenários, é capaz de se tornar realidade, mas é ponto assente, que uma eventual vitória dos militares vai fazer com que pela segunda vez consecutiva, o rival Petro de Luanda que recebe o já despromovido Santa Rita de Cássia, no 11 de Novembro, morra na praia na penúltima ronda do campeonato.

A consagração do 1º de Agosto  pode acontecer mesmo sem 3 pontos, é necessário que repita o resultado do Petro de Luanda. Como os dois jogos começam em simultâneo, às15h30, é fácil perceber que quer os militares, quer os tricolores, estejam à escuta para acompanhar de maneira milimétrica o que estiver a acontecer nos Coqueiros e ou no 11 de Novembro.

Os militares vão aos Coqueiros com uma mão na taça, a equipa está confiante como nunca, e ninguém dúvida que seja capaz de se consagrar com antecedência. É verdade, que mesmo em caso de derrota, ainda há uma chance para confirmar o título, mas há poucos motivos para esperar que o 1º de Agosto deixe para a última jornada, o que pode muito bem fazer hoje.

A ansiedade causou amargos de boca aos militares, na jornada passada, mas a história agora é capaz de ser escrita de maneira diferente, o título está a 90 minutos de ser realidade, e o 1º de Agosto vai dar até o que não tem, para não defraudar contra um adversário acessível. Os aviadores jogam em casa, mas não prepararam nada especial para a festa de consagração do 1º de Agosto, com a corda cada vez mais apertada ao pescoço, têm de ser competitivos demais para somarem 3 pontos, o empate coloca a equipa em cheque, ao passo que a derrota pode ser o princípio da despromoção.

A bem da verdade, as duas equipas são obrigadas a ganhar, a suspeita de um arranjo para salvar os aviadores da descida de divisão, desta vez não parece ter pernas para andar, pelo que os aviadores tentam uma missão impossível de contrariar a todos, se somarem 3 pontos improváveis contra o iminente campeão nacional.

Sem muita crença na capacidade de realizar o milagre do título, o Petro de Luanda vai  cumprir a sua obrigação diante do Santa Rita de Cássia. A diferença de qualidade, faz o fiel da balança pender para o lado tricolor, mas a questão que se coloca, é se a equipa ainda tem cabeça para pensar que vale a pena correr atrás do vento, ou se tem de começar a pensar na Taça de Angola.

O Santa Rita de Cássia chega ao Estádio 11 de Novembro para cumprir o calendário, contudo, pode tornar-se fervoroso em campo, voltar a travar o Petro de Luanda como aconteceu ao empatar na segunda mão dos quartos de final da Taça de Angola. Com a situação no campeonato há muito definida, os “católicos” vão aproveitar o momento de aparente fraqueza mental dos tricolores para alcançarem uma vitória moral, não perder  o jogo.


1º DE AGOSTO
Ivo indica fórmula para ganhar

Quando terminar o jogo desta tarde, que opõe o 1º de Agosto ao ASA, no Estádio dos Coqueiros, os militares pretendem festejar a revalidação do título de campeão nacional, para tal, têm de superar os aviadores, desafio que se  antevê com muitas dificuldades.

O conjunto militar preparou, ao pormenor, o dérbi decisivo, para a conquista do bi -campeonato. Com todo o plantel disponível para entrar em campo, e dar o máximo a favor da equipa, o pensamento está centrado em vencer.

O técnico -adjunto, Ivo Traça, apontou a paciência e o empenho como a fórmula para ganhar o jogo. Realçou os  aspectos importantes para somar os três pontos, diante de um adversário que luta por um objectivo diferente.

"Vai ser difícil, vai ser um jogo em que vamos ter de ter muita paciência. Vamos ter de trabalhar muito, para ganharmos esta partida, vamos jogar com uma equipa que está a lutar para não descer de divisão, e se ganhar o desafio pode ainda safar-se. Por este motivo, temos de dar o nosso máximo, com muito empenho para ganhar este jogo com o ASA", afirmou confiante no triunfo.

O técnico principal Dragan Jovic poupou alguns jogadores importantes na manobra da equipa, no desafio de quarta-feira diante do Progresso do Sambizanga, referente à primeira mão das meias-finais da Taça de Angola, casos do defesa -central e capitão Dany Massunguna, o lateral esquerdo (adaptado a lateral direito) Paizo, os extremos Geraldo e Nelson da Luz.

Outros atletas influentes entraram no segundo tempo, Buá e Rambé, com o objectivo de somarem alguns minutos de jogo, a pensar  no desafio de hoje, em que certamente não se aplica o termo "poupança de jogadores". Todos os jogadores entram nas contas da equipa técnica, apesar do médio/lateral direito Mingo Bile sair queixoso do jogo passado.               
                                                        Jorge Neto


ASA
Paulo Saraiva
apela concentração


O treinador do Atlético Sport Aviação (ASA), Paulo Saraiva, afirmou ontem, em Luanda, que a concentração dos atletas será decisivo para vencerem o jogo deste domingo, diante do 1º de Agosto, e continuarem a sonhar com a permanência no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, onde ocupam a 14ª posição, com 26 pontos.

Falando à Angop, a propósito da partida que pode definir o futuro da equipa no Girabola, o técnico do clube aviador disse tratar-se de um duelo de pressão para equipa, pois vê-se obrigada a triunfar sob pena de descer de divisão.

Daí que tem estado a incutir no grupo o espírito de entreajuda para superarem os militares nos Coqueiros e manterem acesa a esperança para manutenção.

Explicou que os rubros e negros estão motivados fruto do triunfo conseguido na primeira mão das meias-finais da Taça de Angola diante do Progresso do Sambizanga (3-2) e com a vontade de serem campeões antecipado. Portanto “ todo cuidado” está ser levado em conta para dobrar este favoritismo adversário.

Paulo Saraiva espera que os futebolistas consigam se impor, manter a coesão defensiva e conquistar os três pontos para tranquilizar as contas da agremiação.

Informou que os jogadores Xavier, Dudo, Gui e Anastácio, que estão em fase de recuperação de lesão, são as preocupações do plantel, “ainda assim está tudo aposte para o confronto”, assegurou.

Durante o treino de ontem, o conjunto fez passes, remates à baliza e jogo entre si, para aprimorar os aspectos técnico e táctico.