Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares da Regio Sul confiantes frente ao Wiliete

Benigno Narciso, no Lubango - 29 de Fevereiro, 2020

Fotografia: Jornal dos Desportos

A necessidade da obtenção de uma vitória, para afastar o registo de duas derrotas e igual número de empates dos últimos quatro jogos, constitui o principal objectivo definido pelo Desportivo da Huíla diante do Wiliete de Benguela, amanhã, a partir das 15h30, no estádio municipal de Benguela, em desafio válido para a 22ª jornada do Girabola Zap 2019/2020.
Paulo Campos “Caricoco”, técnico-adjunto da formação afecta à Região Militar Sul, revelou, em conferência de imprensa de antevisão, haver um conhecimento formado nas hostes da equipa em relação ao adversário.
Assegurou, contudo, que as referências positivas ao técnico da formação adversária, Agostinho Tramagal, e a irreverência da juventude que integra o plantel, não retiram a crença e a determinação do conjunto huilano, que aposta tudo no triunfo ou, no mínimo, não perder.
“O Wiliete é um adversário alegre e joga com muita alegria. Tem muita juventude ainda mais com o técnico Agostinho Tramagal, experiente e que aposta muito na juventude. Sendo assim e apesar disso, vamos motivados para lutarmos por um resultado que não passe pela derrota”, assegurou o adjunto de Mário Soares.
Sem a integração da principal referência do ataque, o camaronês Boateng, que regressou na sexta-feira ao Lubango, depois de ter estado duas semanas no seu país devido ao falecimento do seu pai, o conjunto militar da Região Sul refez-se dos efeitos da negação do Wiliete, que declinou o pedido para a realização do jogo ontem, sexta-feira.
Paulo Campos “Caricoco”, revelou ter havido um trabalho psicológico no seio do grupo, para fortalecer e motivar os níveis anímicos dos atletas, em função dos resultados menos esperados registados nas últimas três jornadas do Girabola e jogo da Taça de Angola.
Revelou o estado de prontidão da equipa, que se encontra apta para as exigências do desafio, durante o qual espera contrariar as virtudes e pontos fortes do oponente, a astúcia de Agostinho Tramagal e a irreverência dos seus comandados .
Em função dos últimos resultados, Mário Soares revelou ao longo da preparação, que deverá efectuar alterações na equipa que utilizou nos últimos desafios. Assim, os defesas esquerdo Emilson e o direito Sidney, poderão merecer a aposta em substituição de Mingo e Zé.
O avançado Yury e o médio Maníco, suplentes utilizados nos dois últimos jogos entram de início. O 11 provável poderá ser o seguinte: Benvindo; Chiwe, Sargento, Emilson e Sidney; Bruno, Cagodó, Nandinho e Maníco; Yury e Emanuel.