Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares ambicionam regresso s vitrias

Jorge Neto - 23 de Novembro, 2019

Fotografia: Alberto Pedro | Edies Novembro

O técnico-adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça, defendeu que os militares, não são uma equipa para perder dois jogos consecutivos, por isso, enfrentam, hoje às 15h00, no estádio de Calulo, a formação do Recreativo do Libolo, com a ambição de regressar às vitórias e, manter a liderança do Girabola Zap.
O auxiliar de Dragan Jovic reconhece que vão enfrentar um forte opositor e que tem os seus argumentos, mas o objectivo mantém-se focado na conquista dos três pontos.
"Estamos bem. Vamos defrontar uma grande equipa, que vai jogar em casa e está a ser bem dirigida por um técnico jovem que conhece bem o futebol angolano. Agora, resta-nos recuperar o tropeço que tivemos na jornada anterior e voltarmos às vitórias", realçou.
"O 1º de Agosto não é equipa para perder dois jogos seguidos, por isso vamos para Calulo com o objectivo de vencer o jogo. Não vai ser fácil, mas é a missão que teremos de cumprir", disse Ivo Traça, ao Jornal dos Desportos, na última quinta-feira, no RI-20.
O antigo médio militar rejeitou a ideia de terem feito uma preparação oficial para defrontar o conjunto orientado por André Makanga, não obstante ser um jogo entre campeões.
"Não tivemos qualquer preparação especial, o nosso foi feito com base naquilo que é a forma de jogar do Libolo. É verdade que houve mudança de jogadores e naturalmente a filosofia é outra. Vimos o jogo até a esta fase e, está forte em alguns sectores, mas também tem fragilidades. Trabalhamos estes aspectos e vamos aproveitar onde o Libolo tem mais debilidades", garantiu.
Ivo Traça revelou que dois jogadores estão em dúvidas para a partida desta tarde.
"Temos o Nelson e o Zito a treinar a parte e vamos ver como será. Se eles estiverem bem farão parte do grupo eleito, senão terão de esperar pelo próximo jogo", apontou.O guarda-redes Tony Cabaça foi confirmado na baliza pela equipa técnica dos agostinos, que considerou como "normais" os erros cometidos pelo experiente keeper.
"O Tony Cabaça é o titular na baliza do 1º de Agosto e não seria bom se ele não jogasse. Qualquer jogador comete erros e os dos guarda-redes são mais visíveis. Hoje, o Tony Cabaça tem estado a atravessar um mau momento, mas no último jogo que fez pela selecção já esteve muito bem", avaliou.
"O erro é normal, acontece com toda a gente. Os jogadores da frente também têm cometido vários erros e as pessoas não crucificam porque são corrigidos por muita gente, mas quando se trata do guarda-redes é fatal", defendeu Ivo Traça, acrescentando que "estamos a contar com ele, já que é um jogador que nos garante confiança e acho que não vamos mudar muito daquilo que foi o onze contra o Petro Atlético", conclui o porta-voz da equipa técnica militar.