Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares dominam "artilharia"

Jorge Neto - 13 de Outubro, 2015

Ary Papel ( direita) marcou 12 golos no recm-terminado Girabola e foi o melhor marcador do 1 de Agosto na competio

Fotografia: Mota Ambrsio

O sector atacante do 1º de Agosto formado por Ary Papel, Gelson, Mateus Galiano e Ben Traoré, com uma cifra de 38 golos dominaram artilharia do Girabola 2016, números superados apenas  pelo Recreativo do Libolo com 44 tentos apontados no cómputo geral.

A par da eficácia dos quatro avançados, os militares foram os mais concretizadores do campeonato com 54 golos, tornando-se o conjunto mais activo da competição, deixando para trás igualmente o Benfica de Luanda, terceiro classificado, com apenas 35 golos.

Os avançados da equipa orientada pelo bósnio Dragan Jovic, não deram espaço à concorrência, principalmente no final da primeira volta e no segundo turno, em que melhoraram de forma significativa na finalização. 

O médio ofensivo Ary Papel, sagrou-se o melhor marcador da equipa, com 12 golos, superando à concorrência de Gelson que a entrada da última jornada dividia com 10, a artilharia do conjunto agostino.

Ary Papel bisou no triunfo sobre os caalenses, e ainda contou com a colaboração do seu colega, no segundo golo, em que o avançado rubro e negro sofreu um penálti de Lelé..

Na terceira posição surge o avançado Mateus Galiano com nove e uma prestação que surpreendeu pela, positiva. Depois de um inicio de campeonato com altos e baixos, o internacional angolano num ápice, ultrapassou na corrida o avançado Ben Traoré.

O senegalês terminou de forma prematura a primeira volta com sete golos, face a lesão que o afastou dos relvados por mais de um mês e quando regressou aos treinos teve algumas dificuldades para voltar a se impor no plantel.

Mateus Galiano é um dos jogadores que soube aproveitar a ausência de Ben Traoré e aos poucos conquistou o seu espaço. Com golos e assistências tornou-se influente no ataque da formação orientada por Draga Jovic nas jornadas derradeiras da prova, quando a possibilidade da conquista do título era ainda uma esperança.

CONCORRÊNCIA
Dominique ganha
aposta na baliza 


No aproveitar está o ganho. Foi com esta máxima que o jovem guarda-redes da equipa do 1º de Agosto, Dominique, conseguiu impor-se na baliza rubro e negra, nas últimas três jornadas do campeonato.

A indisponibilidade de Tony Cabaça, habitual titular, lançou o seu colega para o onze inicial, oportunidade que não mais desperdiçou até ao encerramento da época.
O camisola 29, que fez a sua estreia na 28ª jornada,diante do Progresso da Lunda Sul, esteve igualmente em campo ante o Benfica de Luanda ( 29ª)  e o Recreativo da Caála na 30ª ronda.

Tony Cabaça era o principal guarda-redes do plantel rubroe negro, mas em função do castigo federativo de um jogo de suspensão, por acumulação de cartões amarelos, diante dos lundas e a lesão na perna esquerda nos restantes desafios, fez com que terminasse a época mais cedo.

Chamado a substituir o seu colega, Dominique agarrou a oportunidade e foi feliz, pois a equipa conseguiu apenas vitórias nas três partidas, apesar de sofrer três golos.O jogador formado nas escolas do 1º de Agosto ganhou na concorrência os experiente Neblú e Julião, que também fizeram alguns jogos no Girabola deste ano.                   
 JN