Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares e sambilas no destaque da abertura

António Cristóvão - 19 de Dezembro, 2017

1.º de Agosto e Progresso Sambizanga é o jogo da primeira jornada

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edições Novembro

1.º de Agosto e Progresso Sambizanga é o jogo de cartaz da primeira jornada da 40.ª edição do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola Zap, cujo sorteio foi realizado ontem no Complexo Turístico KDS, no Kicuxi, no município de Viana, em Luanda, no final da Assembleia-geral ordinária da Federação Angolana de Futebol (FAF).
A ronda inaugural, que começa a 9 de Fevereiro, reserva ainda os desafios Desportivo da Huíla-Interclube, Domant FC-Sagrada Esperança, Petro de Luanda- Cuando Cubango FC, Recreativo do Libolo-1.º de Maio de Benguela, JGM do Huambo-FC Bravos do Maquis, Sporting de Cabinda-Académica do Lobito e Recreativo da Caála-Kabuscorp do Palanca.
Os desafios 1.º de Agosto-Progresso e Petro de Luanda- Cuando Cubango FC podem ter a  data alterada, devido ao engajamento dos militares do Rio Seco e tricolores do Eixo Viário na disputa das preliminares de apuramento para a fase de grupos das Afrotaças.
Os encontros da primeira \"mão\" da Liga dos Clubes Campeões Africanos e da Taça Nelson Mandela estão marcados entre os dias  9 e 11 de Fevereiro. 
Na segunda jornada, o Progresso recebe o Petro no Estádio Municipal dos Coqueiros, enquanto o 1.º de Agosto desloca-se à província de Benguela, onde defronta o 1.º de Maio, e o Sagrada Esperança joga com o Desportivo da Huíla, na cidade do Dundo. Para a mesma ronda, o Interclube enfrenta o Recreativo da Caála, no bairro Rocha Pinto, e o Cuando Cubango encara o Domant FC na cidade de Menongue. O FC Bravos do Maquis recepciona o Recreativo do Libolo na cidade do Luena, ao passo que a Académica do Lobito defronta o JGM do Huambo no estádio do Buraco.
Para a conclusão da ronda, o Kabuscorp do Palanca desloca-se à cidade do Huambo, onde mede forças com o Recreativo da Caála. 
O clássico do Girabola Zap, entre 1.º de Agosto e Petro de Luanda, disputa-se no mês de Abril, na 10.ª jornada, no Estádio Nacional 11 de Novembro.
A época futebolística começa no dia 4 de Fevereiro com o desafio da Supertaça entre 1.º de Agosto e Petro de Luanda, às 16h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, no município do Belas, na capital. 

Assembleia-geral
Durante a Assembleia-geral, os associados aprovaram o plano de actividades para 2018, enquanto o orçamento para o próximo ano foi aceite com reservas pelos sócios. No encontro, bastante concorrido, pelas associações provinciais e alguns clubes, foram aprovadas também as alterações ao estatuto do organismo reitor da modalidade. O estatuto da FAF foi discutido e aprovado, devido a uma imposição do organismo reitor do futebol mundial.
Os filiados da Federação Angolana de Futebol (FAF) decidiram retirar na Assembleia-geral os pontos sobre a discussão para aprovação do regulamento de licenciamento de clubes e as alterações do regulamento do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, para o próximo mês de Março.
As associações e os clubes disseram que recepcionaram tardiamente a convocatória do encontro para sua análise, enquanto Fernando Rui Costa argumentou que a documentação foi enviada por correio electrónico com 15 dias de antecedência aos 18 sócios da FAF. 
Mota Liz, presidente da Mesa da Assembleia-geral, lamentou as ausências injustificadas do seu vice-presidente, Leão Chimin, e Kanda Nimi Kassoma (secretária da mesa).  
Na reunião, os associados e os clubes foram informados sobre a distribuição dos diplomas aprovados para a próxima época futebolística.
Os ânimos dos associados exaltaram-se no ponto de diversos com acusações mútuas, onde se falou sobre o caso da arbitragem do jogo entre FC Bravos do Maquis-1.º de Agosto (0-1), disputado no dia 30 de Julho no estádio Jones Kufuna \"Mundunduleno\", na cidade do Luena, a contar para a 21.ª jornada do Girabola Zap.
Jorge Mário Fernandes, presidente do Conselho Central de Árbitros de Futebol de Angola (CCAFA), propôs à Assembleia Geral um aumento de mais 10 mil kwanzas ao actual prémio de arbitragem.