Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares em prontuido para travar Lobitangas

14 de Dezembro, 2019

Os militares reconhecem estar pressionados na liderana, por isso trabalharam com o objectivo de evitarem qualquer percalo.

Fotografia: Dr

As três semanas que a equipa da Académica do Lobito esteve sem competir, não tranquiliza a formação do 1º de Agosto para o desafio de amanhã, às 16h00, no estádio 11 de Novembro, em partida de acerto à 13ª jornada do Girabola Zap.
O técnico-adjunto, Felipe Nzanza, minimizou este facto e revelou estarem apenas preocupados em concentrarem-se na excelente campanha que estão a fazer no campeonato e manterem-se na senda dos resultados positivos.
\"Sabemos que a Académica está a fazer um bom campeonato, mas queremos realizar um bom jogo. Isso quer dizer ganhar os três pontos em disputa, para nos mantermos na liderança do Girabola Zap\", disse o ex-capitão dos militares e um dos auxiliares do bósnio Dragan Jovic.
O bom momento que os estudantes atravessam, deixa em alerta os tetra-campeões nacionais, que têm a missão de confirmarem em campo o favoritismo que recai sobre si, para assegurarem a manutenção da liderança da prova.
Felipe Nzanza reconheceu que vêem de uma derrota, mas recordou tratarem-se de competições diferente, daí que tudo farão para suplantarem os lobitangas, após o percalço nas Afrotaças. Confessou estarem a trabalhar para este desiderato.
" Viemos de uma derrota diante do Zamalek nas Afrotaças, mas a equipa está focada em fazer um bom jogo. Sabemos que será difícil, porém estamos a jogar em casa e se quisermos conquistar o título temos de somar os três pontos jogo após jogo\", afirmou convicto.
O desafio tem, igualmente, o interesse de colocar frente a frente o melhor ataque do campeonato, que pertence aos militares com 26 golos, diante da melhor defesa, a Académica do Lobito, com três tentos sofridos.
"Não estamos preocupados com os números, queremos apenas fazer o nosso jogo e ganhar, nada mais ", reiterou. Os militares reconhecem estar pressionados na liderança, por isso trabalharam com o objectivo de evitarem qualquer percalço.

BALIZA MILITAR
Neblu rende Cabaça


Depois de actuar, pela primeira vez, no desafio da 5ª jornada, na deslocação ao Uíge, diante do Santa Rita, o guarda-redes Neblu, regressa a titularidade em substituição de Tony Cabaça, frente a Académica do Lobito.
O keeper suplente do 1º de Agosto rende o colega, habitual titular, que recupera de uma mazela contraída durante a semana de treinos. Julião será convocado para ficar no banco, para qualquer eventualidade.
O técnico-adjunto, Felipe Nzanza, confirmou ontem, em conferência de imprensa, no ex-RI20, a ausência do habitual titular e justificou as razões.
"O Tony Cabaça está lesionado e a equipa técnica prefere utilizar o Neblu ou o Julião, um dos dois vai defender a nossa baliza. É normal que isso aconteça. Temos quatro guarda-redes e se  Cabaça está indisponível temos outros para substituí-los ", defendeu.
Quanto ao médio Buá, o treinador explicou que a ausência do atleta deve-se apenas a mudança de chip, ou seja de uma competição para a outra com o foco na vitória. " Estamos numa mudança de chip, agora voltamos para o Girabola e, será um jogo difícil como sempre", realçou.
"A Académica está a fazer um bom campeonato, mas estamos preparados para enfrentá-los. É mais um jogo e queremos pontuar, visto que estamos à um ponto do nosso adversário directo. Quanto mais distantes estivermos melhor será para nós", reconheceu.