Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares fustigam estudantes no Buraco

J?LIO GAIANO, NO LOBITO - 16 de Março, 2017

O Desportivo da Hula ainda teve tempo de ampliar o marcador por intermdio de Mendes

Fotografia: Jornal dos Desportos

A alegria e a intensidade prometida pela actual equipa técnica da Académica Petróleos do Lobito parece redundar numa autêntica miragem. Tal se explica na forma como os estudantes se apresentaram no jogo de ontem, no estádio do Buraco, diante do Desportivo da Huíla, com quem perderam por duas bolas a zero.

O estudantes jogaram mal e mal consentiu a pressão do público que clamava por melhor actuação diante de um adversário do seu nível competitivo. O Desportivo da Huíla foi uma equipa astuta. Soube jogar com o tempo e sonegou o seu oponente que, para além de jogar mal, teve no banco um técnico inconsistente. Desencontrou-se com a realidade da contenda e passou o tempo a insurgir-se contra a actuação da equipa da arbitragem.

Daí a merecida expulsão (79´), justamente, na altura em que a equipa sofreu o primeiro golo, rubricado por Belito, que acabava de render Beto que estava em sub-rendimento.

O Desportivo da Huíla ainda teve tempo de ampliar o marcador por intermédio de Mendes, no minuto 85. Tal aconteceu já numa altura em que a formação lobitanga caiu no conformismo. Deixou-se “embrulhar” e o tempo foi seguindo até que o arbitro Bernardo Moreira que, diga-se de passagem, viu o trabalho facilitado, deu por terminar a contenda. Mais uma vez o público lobitanga deixou o estádio do Buraco aborrecido com a actuação da equipa da Académica.