Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares garantem melhorias na pontaria

Jorge Neto - 04 de Setembro, 2015

Agostinhos esto determinados a melhorar a eficincia na linha atacante para marcar golos quando o campeonato reatar

Fotografia: Jos Cola

O técnico-adjunto do 1º de Agosto, Felipe Nzanza, minimizou, ontem, as grandes penalidades falhadas pelos seus jogadores em duas ocasiões nesta segunda volta, contra a Académica do Lobito e o Sporting de Cabinda, dizendo que faz parte do jogo, mas que terão de melhorar na finalização.

O antigo médio militar apontou a finalização durante o desenrolar do jogo como um dos principais problemas da equipa nesta altura, pelo que vi trabalhar para mudar o actual quadro. 

"São situações que acontecem, o jogador chuta, esta vez foi o Ben Traoré quem falhou. Ele é o novo marcador de penáltis, mas são situações que acontecem, não podemos culpar ninguém, culpados somos nós equipa técnica, todos nós".

“Vamos trabalhar para tentar resolver os problemas da finalização”, acrescentou à imprensa, ontem , após o empate nulo no jogo-treino diante do Progresso do Sambizanga, no RI-20.

Os militares ocupam a quarta posição no Girabola com menos sete pontos em relação ao líder Recreativo do Libolo, quando faltam seis jornadas para o final do campeonato e 18 pontos por disputar, daí que vão encarar cada jogo como uma “autêntica final", apesar dos adversários que terão pela frente.

“Vai ser uma recta final muito difícil, vão ser dérbis atrás de dérbis a começar com o Petro de Luanda, depois vamos ao Libolo jogar para a Taça, a seguir o Interclube e o Benfica,  serão jogos como autênticas finais. Sabemos que serão jogos difíceis com equipas do topo mas o nosso objectivo é ganhar os jogos para ver aonde vamos chegar até ao fim do campeonato”, disse confiante nos últimos jogos que os rubro e negros vão disputar na recta final do Girabola.


EMPATE
Jogo com sambilas serviu
de avaliação dos jogadores


Os jogadores menos utilizados durante a presente época na equipa do 1º de Agosto foram ontem avaliados o seu nível técnico e condição física pelo corpo técnico, que considerou positiva a sua prestação no jogo (0-0) treino diante da formação do Progresso do Sambizanga.

O técnico-adjunto Felipe Nzanza garantiu que o jogo amistoso serviu os objectivos pelo qual foi traçado dizendo que  “acho que sim, serviu o objectivo. Os atletas que jogaram hoje (ontem) são aqueles que foram menos utilizados quase toda a época e aproveitamos este jogo para avaliar o nível técnico deles e a condição física. Acima de tudo acho que foi um bom treino, o Progresso jogou bem e o resultado ao estava em causa, queríamos saber como é que a equipa iria reagir e reagiu bem", disse auxiliar de Dragan Jovic.

Apesar de terem pouco tempo de utilização nos jogos oficiais Felipe Nzanza assegurou que os jogadores mostraram bons níveis e quando  forem chamados a dar o seu contributo estarão em condições.”Eles estão bem, vimos os seus níveis físicos e técnicos e penso que a qualquer momento podem entrar no onze e a equipa não vai sentir muitas dificuldades", analisou.

O antigo médio militar afastou a hipótese da equipa disputar mais jogos amistosos nesta paragem do campeonato nacional, em função do compromisso da Selecção Nacional.

“Penso que não. Programamos apenas este jogo, na próxima semana já há jogos do campeonato e penso que este jogo com o Progresso deu para fazer uma avaliação da equipa”, esclareceu.                                                   
JN