Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares mostram motivação

Jorge Neto - 21 de Abril, 2017

Campeão nacional viaja sem o guarda-redes Tony cabaça e o extremo Geraldo que estão lesionados e estão em dúvida para o jogo de domingo diante do Libolo

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa do 1º de Agosto viaja amanhã à tarde para Calulo, onde no domingo, às 15h00, no Estádio de Calulo, defronta o Recreativo do Libolo, no desafio de destaque da 11ª jornada do Girabola Zap 2017. Um duelo que está a mexer com os adeptos da bolas, pois vão medir forças os vencedores das três últimas edições do campeonato nacional.

O campeão nacional preparara a deslocação ao pormenor, focados na conquista da vitória e, caso não consigam, vão tentar trazer um ponto na bagagem. A missão é considerada de difícil, pois, este ano, os libolenses venceram todos os jogos caseiros para o campeonato.

A semana de trabalho decorre com alguns sobressaltos, em função das lesões inesperadas do guarda-redes Tony Cabaça e do extremo Geraldo no jogo anterior, frente ao Progresso Sambizanga, o que constitui um grande revés na planificação da equipa técnica. Todavia, aguarda-se pela recuperação do lateral direito Isaac e do médio Ibukun para reforçar o conjunto agostino. Devido a essas contrariedades, o técnico Dragan Jovic projecta nova alteração no \"onze\" inicial, mas mantendo a mesma atitude competitiva que apresentou na goleada sobre os sambilas por 4-0. Os agostinos admitem que o jogo de domingo pode ser decidido nos detalhes, daí que tacticamente terão de estar em sintonia para cumprir com os objectivos traçados para a deslocação à vila de Calulo.

Os libolenses vêm também de uma goleada, 6-0, diante do JGM do Huambo, situação que deixa de sobreaviso a defesa do 1º de Agosto para o perigo que representa o ataque adversário. Será interessante o duelo que vai opor as duas equipas, pois os militares têm o melhor ataque com 17 golos e lideram a competição, enquanto os pupilos de Vaz Pinto somam 14 tentos, na quinta posição da tabela de classificação. No capítulo defensivo, os comandados de Dragan Jovic têm a defesa menos batida, com apenas dois golos em 10 jogos, ao passo que o adversário consentiu três, mas ainda com três desafios em atraso.

Os militares reencontram neste clássico dois jogadores que já vestiram a sua camisola, nomeadamente o extremo Nandinho e o defesa-central Kuagica.


NO DOMINGO
1º de Agosto quer arbitragem imparcial


O Clube Desportivo 1º de Agosto aguarda por uma arbitragem imparcial no clássico de domingo, às 15h00, em Calulo, diante do Recreativo do Libolo, referente à 11ª jornada do Girabola Zap, de modos a se evitarem casos duvidosos.

De acordo com a nota de imprensa divulgada, esta semana, pelo site oficial do clube central das Forças Armadas Angolanas, os militares esperam por um trabalho isento da equipa de arbitragem que for indicada pelo Conselho Central de Árbitros, para que não voltem a acontecer casos como o do ano passado, onde alegadamente foram prejudicados.

\"Na próxima jornada (11ª) do Girabola Zap 2017 defrontaremos o Recreativo do Libolo, em Calulo, considerando que no ano passado, nas deslocações a esta localidade registaram-se sempre casos duvidosos, a nossa agremiação desportiva apela e aguarda por uma actuação imparcial da equipa de arbitragem que for indicada\", diz a nota.

O documento faz ainda uma breve análise do trabalho dos \"homens do apito\" nos desafios envolvendo os campeões nacionais até à 10ª jornada, considerando em termos gerais de \"razoável\".

\"Neste âmbito o clube considera que as actuações da equipa de arbitragem nos jogos do 1º de Agosto até à 10ª jornada têm sido em termos gerais razoáveis. Constatamos que houve uma melhoria significativa neste aspecto e por este facto, apesar de estarmos ainda a disputar a primeira volta do campeonato, incentivamos os árbitros a não se tornarem no foco das discussões dos resultados dos jogos, pois quando tal acontece põe em causa a verdade desportiva e mancha a qualidade do nosso futebol\", refere a nota.

De seguida, os militares apresentam no referido site um vídeo onde identificam alguns casos em quem foram prejudicados por mau discernimento e imprecisão no julgamento dos lances por parte da arbitragem.

A nota diz ainda que o Clube Desportivo 1º de Agosto coloca-se à disposição das entidades que regem o futebol em particular e o desporto em geral, no sentido de contribuir para a melhoria da imagem, lisura, competitividade e socialização do desporto rei.