Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares param Saurimo

Betumeleano Ferro - 16 de Maio, 2015

Leoninos reencontram tcnico Albano Csar hoje tarde no Tafe

Fotografia: Santos Pedro

A jornada 13 pode ser das mais emocionantes de todo o campeonato, por proporcionar confrontos directos entre equipas separadas por escassos pontos na tabela de classificação, como o Progresso da Lunda Sul - 1º de Agosto (18/21) e FC Bravos do Maquis - Sagrada Esperança (16/15).
Esse condimento, parece ser a garantia segura de jogos abertos e renhidos, porque a vitória ou a derrota pode significar fugir ou deixar-se apanhar pelo adversário directo. As equipas envolvidas, nos embates supracitados, têm motivos para evitar o empate, porque só o triunfo lhes vai dar a oportunidade de aliviar a pressão do perseguidor directo.

O Progresso da Lunda Sul, é uma das sensações do campeonato, a estreia na montra do futebol nacional colocou os “progressistas” na boca do povo. A sexta posição é um prémio justo ao desempenho da equipa às ordens de Kito Ribeiro, mas esta tarde a partir das 15h30,  a equipa tem o teste mais difícil do campeonato, ou seja, a recepção ao 1º de Agosto vai colocar os anfitriões sob dupla pressão, a maior qualidade dos militares e os muitos adeptos que arrastam sempre que se desloquem para o interior.

A campanha regular, dos dois contendores, torna  difícil atribuir o favoritismo ao 1º de Agosto, pois os militares têm mais equipa e as suas individualidades podem resolver o jogo num abrir e fechar de olhos, como tem acontecido nas últimas jornadas. O Progresso da Lunda Sul, tem poucos nomes sonantes, mas tem motivos para entrar em campo com esperança de pontuar diante do gigante 1º de Agosto. A vitória vai ser a cereja no cimo do bolo para os lundas,  mas é ponto assente que se tal vier a acontecer não constitui surpresa porque têm triunfado dentro e fora de casa, mesmo contra adversários mais cotados.

O Progresso da Lunda Sul - 1º de Agosto em nada vai diminuir esta tarde a recepção do FC Bravos do Maquis ao Sagrada Esperança. Curiosamente, as duas equipas estão separadas por um  ponto na tabela classificativa, os maquisardes estão em sétimo  lugar com 16 pontos e os diamantíferos estão um lugar abaixo com 15 pontos.
A posição dos contendores, na classificação, é determinante para se repartir em chances iguais as hipóteses de vitórias entre os dois contendores. Agora resta esperar até ao apito final para saber se Maquis e Sagrada vão aproveitar a distância pontual e prender, com boa qualidade futebolística, as atenções de quem estiver nas bancadas na rádio ou écran.
O FC Bravos do Maquis demora a embalar no campeonato, situação diferente vive o Sagrada. A chegada de Zoran Maki devolveu a esperança à equipa, deu sequência a bons resultados, sete pontos em três jogos, dão ao Sagrada motivação suficiente para entrar em casa alheia sem receio de perder.

HOJE À TARDE
Petro e Interclube tentam reabilitação no campeonato

A crise de resultados, mora nos balneários, do Petro de Luanda e do Interclube. As duas equipas estavam a caminhar bem no campeonato, mas de repente tropeçaram e estão com sérias dificuldades de se levantarem para recuperar a boa forma, que evidenciavam. Os adeptos tricolores estão apreensivos com o momento da equipa, há cinco jornadas consecutivas, que a equipa não ganha. A recepção ao Domant FC pode ser o despertador, que o Petro precisa para  reconciliar-se com os bons resultados.

O  estado anímico do plantel é critíco, mas é ponto assente, que vai ser mesmo um escândalo se a equipa treinada por Alexandre Grasseli não vencer ao último classificado no 11 de Novembro. A entrada com o pé direito no campeonato, trouxe ganhos ao Domant FC, o inédito representante do Bengo no Girabola, começou colado ao pelotão do grupo da frente, mas diversas adversidades de entre elas a “polémica” saída do técnico Paulo Saraiva, atrapalharam o passo do agora lanterna vermelha do campeonato.

A tarde de sábado  vai testemunhar o embate entre o aflito Interclube, que não ganha há quatro jogos e o Desportivo da Huíla, moralizado pelo triunfo na jornada anterior sobre o Petro. A má fase, por que passam os polícias, está a afectar o rendimento dos atletas, a equipa até  esforçar-se em exibições, até nem têm sido más, mas acontecem sempre momentos de fraqueza que permitem aos adversários sorrir no final.

O Sporting de Cabinda perdeu de maneira tragicómica, na jornada passada, o seu guarda-redes  distraiu-se a dançar até que permitiu a um adversário marcar. Os leões desperdiçaram pontos contra o Domant, mas têm esta tarde do seu lado o factor casa, que têm sabido aproveitar muito bem, e o melhor momento de forma na recepção ao Progresso do Sambizanga.

A equipa sambila, está nos lugares de descida de divisão, mas pode saltar esta tarde para um lugar mais confortável se souber usar o trunfo Albano César. O técnico trocou há pouco tempo o Sporting pelo Progresso, pelo que tem a obrigação de sair de cabeça erguida, no reencontro com a antiga equipa.         
BF