Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares preparam derbi com Kabuscorp

Jorge Neto - 31 de Janeiro, 2019

Rubro e negros trabalham para a eficcia da finalizao na recepo aos palanquinos

Fotografia: Vigas da Purificao| Edies Novembro

Poupados alguns jogadores, na jornada passada, por opção técnica e física, o técnico Dragan Jovic pode vir a mexer no \'xadrez\', para o dérbi com a formação do Kabuscorp do Palanca. O jogo realiza-se no domingo às 17h00, no Estádio 11 de Novembro, é referente à 15ª jornada do Girabola Zap.
O capitão Dany Massunguna, um dos atletas influentes no sector defensivo dos militares, regressa ao onze inicial. O atleta está recuperado da lesão contraída na perna direita. O defesa -central já  trabalha sem limitações e está apto para o embate.
No sector atacante, a integração dos avançados Jacques e Ary Papel, ausentes da lista dos convocados, no triunfo magro de 1-0 com a equipa do Cuando Cubango FC, é dada como certa. A precisar de golos para lograr os objectivos traçados, a equipa técnica aposta no regresso dos dois atletas.
O dérbi com os palanquinos constitui um dos desafios de maior destaque da jornada, devido à posição que as formações ocupam na classificação, aliado aos objectivos que perseguem.
Na época passada, os militares venceram os dois jogos, por 3-1 na primeira volta, e 0-5 na segunda, um registo de oito golos marcados e um sofrido. Contudo, não existem jogos iguais, aliado ao momento de forma que o adversário atravessa, os rubro - negros não esperam por facilidades.
Os militares regressaram aos triunfos na jornada anterior, estão apostados em manter a senda. Daí, que o ataque é das maiores preocupações da equipa técnica, que trabalha de forma árdua para melhorar a eficácia na finalização.
O 1º de Agosto, desde a quarta jornada que golearam por 5-0 a formação do Santa Rica, não marcou mais que dois golos nos restantes desafios, à excepção do empate a três bolas com o Sagrada Esperança, por que se espera uma vitória de margem folgada.
Nos últimos nove jogos, os tricampeões nacionais visaram a baliza adversária em oito ocasiões, uma estatística que perfaz menos de um golo por partida, empataram em quatro jogos à zero. O JD constatou que a equipa técnica trabalha dentro e fora do campo,  para melhoria dos aspectos psicológicos dos atletas.
A equipa militar, apesar de criar oportunidades para marcar, como  ficou provado no último desafio em que no momento certo falhava o alvo, inclusive com a baliza aberta, espera inverter o quadro nos próximos desafios.
Dragan Jovic pretende aproveitar a auto-motivação dos jogadores, por  tratar-se de um adversário que joga no ataque e não recuado, para voltar aos golos e garantir um triunfo sobre o adversário directo na corrida ao título.


ONZE INICIAL
Mabululu espreita nova oportunidade

O avançado do 1º de Agosto, Mabululu, regressou aos golos na jornada passada no jogo com o Cuando Cubango FC, na vitória de 1-0, pôs fim a uma seca de oito jogos em branco. O melhor marcador dos rubro - negros, com cinco tentos, volta a estar no centro das atenções.
O goleador está na primeira época ao serviço dos agostinos, vive uma fase de adaptação à nova filosofia de trabalho. O atacante é um dos reforços mais eficientes no plantel às ordens do técnico sérvio Dragan Jovic, pode voltar a ser aposta no ataque.
Mabululu marcou duas vezes, a última vez na quarta jornada, na goleada aplicada à formação do Santa Rita de Cássia do Uíge, por 5-0. Desde então, fez uma travessia no deserto até balançar às redes na 14ª jornada, ou seja, dez rondas depois.
O camisola 27 começou por constar do onze inicial, nos primeiros jogos do campeonato nacional, marcou inclusive na segunda e terceira jornadas com o Desportivo da Huíla (vitória de 2-0) e do ASA (0-3) e depois na quarta ronda.
O golo apontado no jogo passado num momento crucial pode ser determinante para o atacante voltar a merecer a confiança de Dragon Jovic.
O jogador já vestiu a camisola do Petro de Luanda, Recreativo do Libolo, Interclube e do Domant FC, está a dois golos do melhor marcador do Girabola Zap, o avançado Chico do FC Bravos do Maquis, com sete tentos.  

KABUSCORP
Técnico concede
amanhã conferência
imprensa

O treinador do Kabuscorp do Palanca, Paulo Torres, concede amanhã, no final da sessão matinal de treinos, às 11H00, no Centro de Estágios do Benfica de Luanda, em Cacuaco, uma conferência de imprensa de antevisão do jogo da 15ª jornada do Girabola Zap, diante do 1º de Agosto, agendado para domingo, às 17H30, no estádio 11 de Novembro.
Tal como acontece em vésperas da disputa de cada jornada, o técnico dos palanquinos volta a estar disponível para os jornalistas, para fazer o lançamento da partida, bem como avaliar a campanha do plantel na prova maior do futebol nacional.
Antes do encontro com a comunicação social, Paulo Torres orienta mais uma sessão, devendo o apronto com duração prevista de duas horas incidir, seguramente, nos ensaios de circulação, passe e posse de bola, bem como nas jogadas combinadas e exercícios de finalização.
O equilíbrio domina o histórico de confrontos entre o Kabuscorp e o 1º de Agosto. Nos últimos 23 jogos, os conjuntos dividiram nove (9) vitórias e  cinco empates, porém os militares marcaram mais golos (35), contra os 27 dos palanquinos.
A maior derrota consentida pela equipa do Palanca diante do 1º de Agosto aconteceu em 1998, na 5ª jornada, por 1-6, em jogo disputado no estádio dos Coqueiros, ao passo que a maior vitória conseguida redunda à época de 2009, por 4-2, na altura, corria a 20ª jornada do campeonato.
Separados por escassos pontos, o jogo está a ser aguardado com muita expectativa no plantel palanquino que augura regressar às vitórias no dérbi e desalojar o seu concorrente da posição que ocupa.      
PAULO CACULO