Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares regressam hoje ao trabalho

28 de Março, 2016

Militares motivados com o primeiro lugar na classificao defrontam Recreativo da Cala para a sexta jornada do Girabola Zap

Fotografia: Miqueias Machangongo

Ainda com o grupo incompleto a equipa do 1º de Agosto regressa aos treinos, hoje às 8h30, no ex-RI20, após a folga de ontem, tendo em conta o desafio do próximo sábado, diante do Recreativo da Caála, no estádio Mártires da Canhala, referente à 6ª jornada do Girabola Zap.

O conjunto militar está desfalcado de seis jogadores, o guarda-redes Dominique, o defesa-central Sargento Ekundi, o lateral direito Isaac, o médio ofensivo Ary Papel e o avançado Gelson, que estão ao serviço da Selecção Nacional. Do mesmo jeito se encontra o médio-trinco moçambicano Jumisse, que representa o combinado dos Mambas.

Estes jogadores apresentam-se ao colectivo apenas na quarta e na quinta-feira respectivamente, depois dos desafios dos Palancas Negras e dos Mambas, agendados para amanhã. 

O treino de hoje será baseado em algum trabalho de recuperação física dos jogadores, aliado a uma sessão técnico e táctica e a habitual peladinha, com o grupo dividido em duas partes.

Na semana passada a equipa técnica concedeu uma folga de quatro dias aos atletas, ou seja, desde segunda até quinta-feira. A equipa orientada pelo bósnio Dragan Jovic comanda invicta o Girabola Zap, com cinco vitórias consecutivas em igual número de jogos, liderando isolada o campeonato nacional.

Os agostinos estão a fazer um excelente percurso na competição, mas como eles mesmo defendem “ainda não ganhámos nada”, daí que, procuram manter os seus níveis de concentração e motivação em alta para continuar a trilhar os caminhos da vitória, reconhecendo no entanto, que vão encontrar muitas dificuldades nesta trajectória que se pretende que seja coroada com o título de campeão, após nove anos em jejum.

O clube militar lidera nete momento o campeonato nacional. Durante a paragem da prova os jogadores, técnicos e dirigentes têm reflectido sobre a caminhada que ainda resta pela frente, os adversários e estratégia de vencer.