Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Militares trabalham aspectos psicolgicos

Jorge Neto - 27 de Julho, 2016

1 de Agosto perdeu quatro pontos em seis possveis nas duas ltimas jornadas do Campeonato Nacional

Fotografia: Domingos Cadncia

O segundo empate do 1º de Agosto, nas duas últimas jornadas do Girabola Zap, faz com que a equipa técnica aposte forte no trabalho psicológico dos jogadores, além do técnico e táctico, para manter altos os níveis de motivação do líder do campeonato nacional.

Os militares partiram para a província do Cuando Cubango com o objectivo de somar os três pontos, diante do 4 de Abril, equipa  não tinha treinado na semana do jogo disputado no último sábado, mas os pupilos de Dragan Jovic estiveram aquém das expectativas e consentiram um empate nulo.

A situação é uma fotocópia daquela vivida na semana anterior, diante do Progresso Sambizanga, mas a divisão de pontos foi com empate a um golo.

No primeiro treino da semana, realizado ontem de manhã, no campo do ex-20, a equipa técnica gastou alguns minutos para conversar com os atletas, onde o destaque vai para a chamada de atenção ao grupo para que mantenham a concentração demonstrada na primeira volta do campeonato.

Dos seis pontos possíveis nos últimos dois desafios, os agostinos deixaram escapar quatro, permitindo a aproximação do segundo classificado, o Recreativo do Libolo, que somou os seis, estando agora com uma diferença mínima de um ponto.

Os líderes do campeonato reconhecem que têm agora menos hipóteses de errar, sob pena de serem ultrapassados pelo bicampeão nacional, que está a aproveitar os desaires dos rubro-negro.

Contudo, a equipa técnica garante que em função da classificação a pressão nas hostes da formação do rio seco não aumentou nem diminuiu, pois continua a ser a mesma com que iniciaram a competição, sempre focados na conquista do título, 10 anos depois.

O lema com que os militares iniciaram o campeonato "30 jogos, 30 finais", não perdeu a sua força, daí que a direcção do clube e a equipa técnica pedem aos jogadores maior comprometimento e determinação em todos os momentos do jogo, principalmente nos decisivos, tendo em conta que o problema já está identificado e está relacionado com a finalização.

BAIXA
Ataque agostino
diminui a eficácia


Uma das razões da equipa do 1º de Agosto não ter ganho nos últimos dois jogos foi a diminuição dos remates acertados nas balizas adversárias, ou seja, baixou a eficácia.
A estatística dos dois jogos mostra que o líder do campeonato não perdeu a sua capacidade de rematar, pelo contrário, acertaram menos no alvo. Só assim se justifica que tenham marcado apenas um golo nas duas últimas jornadas, uma situação invulgar no conjunto militar.

É a primeira vez no Girabola Zap que os pupilos de Dragan Jovic apresentam essa fraca safra de golos, inclusive perderam para o Recreativo do Libolo o posto de equipa mais finalizadora, somando 33 contra os 34 dos libolenses.

A defesa sofreu apenas um golo em duas jornadas, o que significa dizer que esteve a altura das encomendas e não foi por ai que falharam os triunfos.
O 1º de Agosto demonstra uma forte dependência de Gelson, de tal modo que quando o jovem avançado não marca, quase que a equipa também não ganha, salvo raras excepções.
O melhor marcador do campeonato com 16 golos não marcou nos dois últimos jogos, diante do Progresso Sambizanga e do 4 de Abril e os agostinos empataram.

O regresso de Ary Papel à equipa no último sábado, depois de falhar três jogos, por lesão, ainda não foi o esperado, pois o médio ofensivo entrou no segundo tempo e demonstrou alguma falta de ritmo.

Para a recepção da Académica do Lobito, no próximo domingo, às 18h00, no estádio 11 de Novembro, referente à 19ª jornada, o líder do campeonato deve melhorar à finalização, caso queira derrotar os estudantes, tal como fizeram na primeira volta, por 1-3, com bis de Gelson e outro tento de Buá.

O 1º de Agosto lidera o Campeonato Nacional com 40 pontos, mais um que o Recreativo do Libolo na segunda posição.
O duelo entre militares e libolenses acontece no próximo dia 20 de Agosto para a 22ª jornada.
JN