Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Miller Gomes d descanso a equipa

Paulo Calulo - 03 de Junho, 2015

Tcnico do Kabuscorp projecta mini -estgio em Benguela no sentido de evitar o plantel relaxar

Fotografia: M.Machangongo

O plantel do Kabuscorp goza hoje o segundo dos sete dias de folga concedidos pelo técnico Miller Gomes, no âmbito do interregno de 40 dias, que o Girabola vai registar, em virtude do engajamento dos Palancas Negras nas eliminatórias ao CAN de 2017, no Gabão e CHAN de 2016, no Ruanda.

O regresso da equipa do Palanca aos treinos acontece na manhã de segunda-feira, altura em que a equipa segue para Benguela, para  efectuar um mini -estágio de aproximadamente 15 dias.  Na cidade benguelense, a equipa às ordens de Miller Gomes vai competir  num torneio, com a participação de equipas da província. Nesse curto estágio de preparação, o técnico do Kabuscorp, pretende seguramente  evitar a quebra de ritmo da sua equipa, que  se mostrava embalada rumo ao topo da classificação. Sem campeonato nas próximas semanas, o treinador vê-se na obrigação de procurar alternativa, com objectivo de manter em actividade os jogadores.

Miller Gomes espera, por outro lado, aproveitar a longa paragem para redefinir estratégias, com vista a atacar a segunda volta do campeonato da melhor forma, isto é, sem os sobressaltos verificados durante a primeira etapa do campeonato. Os seis pontos perdidos nas últimas três jornadas atrasaram a perseguição ao Recreativo do Libolo, na liderança isolada da prova.

A actual segunda posição ocupada pelos palanquinos no Girabola, com 26 pontos, não satisfazem os propósitos do clube de Bento Kangamba, que espera  conquistar o segundo título, depois de 2013.
O ciclo de preparação em Benguela pode ser determinante para a derradeira etapa do campeonato, em que deve evitar a perca de mais pontos.

PROTESTO
Kabuscorp repudia trabalho de arbitragem


A direcção do Kabuscorp do Palanca utilizou a sua página no Facebook, para manifestar o repúdio à arbitragem de João Goma no jogo frente ao Benfica, referindo que foi anulado um golo limpo.

"Num jogo táctico e disputado essencialmente no meio-campo, os encarnados marcaram primeiro por intermédio de Hélio Roque aos 37 minutos e Amarildo marcou o golo do empate, aos 75 minutos. Quatro minutos depois, o mesmo Amarildo assistiu Mano para o golo que podia ser da vitória, mas o árbitro João Goma, sob indicação do seu fiscal de linha anulou o segundo golo ao Kabuscorp, sob pretexto de fora de jogo, que não existiu", lê-se na nota publicada pela equipa do Palanca. Acrescenta ainda a direcção do clube do Palanca, na mesma nota, que não é a primeira vez que acontece situação do género, facto que levou o Kabuscorp a tornar pública a insatisfação do erro de arbitragem no duelo com o Benfica de Luanda, que continua na segunda posição com os mesmos 26 pontos.