Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Mingo valoriza concorrncia no Interclube

Paulo Caculo - 13 de Maio, 2010

Extremo promete engajar-se muito mais na presente poca

Fotografia: Jornal dos Desportos

A enorme concorrência que se observa no plantel do Interclube agrada ao extremo-esquerdo Mingo. O jogador, que esta época ainda não dispôs de oportunidade para jogar como titular, garante que a disputa por um lugar no "onze" de Álvaro Magalhães é saudável, razão pela qual admite redobrar esforços para conquistar uma vaga.

Mingo, que falava ao nosso jornal no final da sessão de treinos realizado pela equipa na manhã de ontem, em Benguela, local onde o Interclube aproveita o período de pausa do Girabola, considera estar a viver uma boa temporada na equipa da Polícia, apesar de estar à espera de uma possibilidade para pegar de estaca no "onze".

"Ainda não joguei como titular esta época, mas estou à espera da minha oportunidade. Penso que o fundamental é continuar a trabalhar, porque o meu dia, tarde ou cedo, vai chegar", disse o extremo, campeão nacional de 2007, com Carlos Mozer."A concorrência é enorme, mas é saudável. Todos queremos ser titular, estar entre os preferidos do treinador, mas também aceitamos a condição, porque reconhecemos que os que jogam estão em bom nível", justificou.

Para o extremo-esquerdo do Interclube, o curto estágio que a equipa cumpre na cidade de Benguela tem sido"muito proveitoso", em virtude de permitir que"a gente consiga aproveitar a paragem do campeonato para corrigirmos alguns detalhes, sobretudo para elevarmos o nosso ritmo competitivo".

Optimismo
Mingo mostra enorme optimismo e considera fundamental o período que a equipa atravessa no presente Girabola,"não só pelo facto de estarmos na frente", mas também"por sentirmos que temos condições criadas para continuarmos entre os primeiros do campeonato".

A actual posição que ocupa o Interclube à entrada da 11ª jornada, reparte a liderança com o Petro de Luanda, no dizer ainda do jogador, pode ser entendido como "um bom presságio"para os jogadores e equipa-técnica, tendo em vista o objectivo da conquista do título.

"Espero ser campeão pela segunda vez com o Interclube. Quando vencemos em 2007, o começo de campeonato também foi muito bom como esta época, oxalá tudo volte a terminar como naquele ano", disse esperançoso o ala da equipa da Polícia.

"Selecção é o meu limite"

 Mingo aborda o sonho de chegar à Selecção Nacional com enorme entusiasmo. O extremo do Interclube acredita que é a "meta a alcançar, o objectivo a atingir", pois “é o sonho de qualquer jogador". Por isso, diz estar ansioso por uma convocatória, mas admite não estar ainda na devida altura para dar o salto aos Palancas.

"A selecção é o limite de qualquer jogador ambicioso e não posso ficar aquém deste objectivo. Também sonho estar, um dia, nos Palancas, mas terei de trabalhar ao máximo para, primeiro, ganhar a titularidade na minha equipa, para depois poder ter maior visibilidade para o seleccionador. Tenho trabalhado todos os dias para atingir esse objectivo", confessou.

O extremo dos polícias considera, por outro lado, existir fortes possibilidades de estrear-se nas próximas convocatórias da selecção, bastando que para tal esteja no seu melhor nível de forma. "Não existem segredos, a selecção é para os melhores jogadores, embora nem sempre todos os jogadores em bom estado de forma ganham oportunidade para estar nela", desabafou. 
 

Direcção do Recreativo da Caála
suspende técnico Patrick Kodia


A direcção do Clube Recreativo da Caála decidiu suspender, por tempo indeterminado, o técnico João Kodia "Patrick", da comissão técnica do clube, depois do mesmo ter manifestado o seu descontentamento pelo facto de não ter vinculo contratual com a agremiação do Planalto Central.

João Kodia disse há dias, em entrevista à Rádio Cinco, que merecia mais consideração por tudo que tem feiro em prol da equipa e solicitou à direcção do clube a olhar pela sua situação.

Ontem, em resposta ao apelo do tecnico, a direcção do clube decidiu pela sua suspensão por tempo indeterminado, até altura da reunião, a data não foi determinada, com o vice-presidente Moisés Feliciano.

"Nós, direcção do clube, reunimos e decidimos suspender o treinador da comissão técnica da equipa de futebol e indicamos o senhor Fernando Pereira para liderar a referida área", disse o vice-presidente desportivo do Clube da Caála, Moisés Feliciano.

O vice-presidente da Caála rejeitou anunciar o nome do homem contratado para coordenar o futebol do clube. "Por enquanto este assunto ainda esta sob sigilo, em tempo apropriado vamos anunciar.

O tecnico João Kodia "Patrick" é o responsável pela actual posição da Caála no Girabola, 5º com 17 pontos, depois de conseguir um feito inédito de três vitórias consecutivas na competição.

João Kodia "Patrick" substituiu no cargo o técnico Rui Gregário, na sétima jornada, quando a equipa somava apenas oito pontos. Foi também o responsável pela ascensão do Recreativo da Caála ao Girabola de 2008 e pela manutenção da equipa em 2009, quando o português Jorge Paixão foi demitido do cargo por maus resultados.

                              João Constantino| no Huambo