Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Mrio Soares atento ao poderio dos lundas

BENIGNO NARCISO, NO LUBANGO - 02 de Fevereiro, 2019

Tcnico huilano almeja pontuar no desafio desta tarde no Dundo para reforar a liderana do campeonato

Fotografia: Agostinho Narciso | Edies Novembro

A equipa do Desportivo da Huíla tem a obrigação de contrariar o Sagrada Esperança no jogo desta tarde, no Dundo, referente à 15ª jornada do Girabola Zap 2018/2019. Quem o diz é o treinador  Mário Soares, embora considere o adversário superior, assim como está ciente das dificuldades a encontrar no terreno dos lundas.
“Cabe-nos contrariar ao máximo, a forma como o Sagrada poderá se apresentar. Temos a plena consciência das dificuldades que vamos encontrar e é dessas dificuldades que nós queremos fazer forças para conseguirmos um bom resultado”, assumiu o técnico.
Mário Soares assegurou, que o conjunto orientado por Agostinho Tramagal está com o \"orgulho ferido\", por vir de dois resultados negativos.  Esse registo, na óptica do técnico da formação huilana, eleva ainda mais o grau de dificuldades diante de um adversário, que reconhece ter entrado na prova com objectivos e estatuto de candidato ao título.
“Sabemos que é uma equipa (Sagrada) melhor, é de domínio público que está com orgulho ferido, porque vem de dois resultados menos bons. Isso poderá ser mais um grau de dificuldades que nós vamos encontrar, pois é uma equipa que entrou para esse campeonato, como candidata ao título”, anteviu.
Para conseguir o objectivo traçado, que passa pela conquista de um bom resultado - empate ou vitória -  Mário Soares referiu que baseou a preparação nas características do conjunto Lunda, sem fugir nunca da identidade própria de estar e actuar da sua equipa.
Considerou o desafio como sendo mais uma final e acrescentou que a equipa técnica, atletas e direcção, continuam a pensar o próximo jogo como o mais importante de todos, daí a responsabilidade assumida, para a difícil deslocação ao Dundo.
“Preparamos a olhar para aquilo que é o Sagrada, mas sem fugir dos nossos princípios. Por isso, o Sagrada é o adversário mais importante que temos, é mais uma final. Trabalhámos dentro daquilo que é a forma do Sagrada jogar”, descreveu.
O Desportivo da Huíla, líder da prova com 28 pontos, pode ficar privado, para este jogo, do importante e desejado contributo do avançado nigeriano Rasaq, devido a lesão que contraiu, que poderá ou não ser superada até horas antes do início do desafio, de acordo com o técnico.
O defesa Sidney, que falhou os dois últimos desafios, está apto e entra para as contas de Mário Soares, visando o jogo desta tarde.