Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Mrio Soares destaca motivao do grupo

Benigno Narciso - Lubango - 28 de Outubro, 2017

O tcnico Mrio Soares manifestou ontem, no Lubango, o desejo de vencerem esta tarde

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Desportivo da Huíla quer manter na senda de vitórias e manifestou a intenção de surpreender o Interclube. O técnico Mário Soares manifestou ontem, no Lubango, o desejo de vencerem esta tarde e sublinhou estarem identificados os pontos fortes e fracos do adversário.

“Vimos e estudamos muitas vezes os jogos do Interclube. Vamos procurar os melhores caminhos para taparmos a forma do Interclube estar dentro do campo. Identificamos algumas debilidades e trabalhamos nessas debilidades para os surpreender em sua casa. Se assim não for, que seja por mérito do adversário”, destacou.

O treinador expressou o desejo de manter a sequência de sete jornadas sem perder no Girabola e melhorar a sétima posição.

Reafirmou que o lema no seio da equipa continua a ser o de juntar as boas exibições aos bons resultados, o que não fugirá à regra diante do Inter.

“A divisa continua a ser de juntar as boas exibições aos bons resultados, porque temos automatismos já criados e bem enraizados no plantel. Penso que de uma forma normal uma boa exibição pode acontecer naturalmente e uma boa exibição dá percentagem de obtermos bom resultado. Creio que as promessas que temos feito, têm estado a surgir”, reforçou.

Ciente das dificuldades a superar para a concretização do objectivo, Mário Soares espera um jogo de enormes dificuldades face ao potencial futebolístico e competitivo do oponente. Essa previsão “obriga” o treinador  acreditar que os visitados não deixarão que os desígnios do Desportivo sejam coroados de êxito.

 “Temos consciência que o Inter está a procura da terceira posição na tabela classificativa e assim vai nos criar muitas dificuldades. Ou melhor, não vai deixar que os nossos intentos sejam coroados de êxito”, perspectivou o responsável técnico dos militares da Região Sul.

Contudo, admitiu que apesar de estarem mentalizados sobre o “poderio” do adversário revelou firmeza nas suas convicções e rebateu que “estamos para trabalhar, arranjamos argumentos e somos uma equipa. Creio que temos competência para contrariar o máximo o Inter e vencer”, reafirmou.

Sem especificar posições e nomes, o técnico admitiu mexidas na equipa com a entrada de peças pouco utilizadas, mas que segundo referiu, justificam a chamada por estarem a corresponder com a confiança da equipa técnica ao longo dessa ponta final do campeonato, talvez por desgaste físico ou não dos habituais titulares.