Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Mudanas vista no "onze" do Porcelana

Isidoro Natalcio-Ndalatando - 16 de Abril, 2016

Grmio do Cuanza Norte recebe Benfica de Luanda nos Dinizes

Fotografia: Kindala Manuel

Os treinos do Porcelana Futebol Club de Cazengo deixaram subentender mudanças no ataque e meio -campo no jogo de amanhã, no campo Fernando Diniz em N´dalatando, frente ao Benfica de Luanda. A necessidade de mudança  impõe -se a julgar pela deficiente capacidade de concretização,  quatro golos em sete jogos que dá média abaixo de meio tento por cada jogo.

A esse respeito, o treinador Luís Mariano disse que a equipa adquiriu um padrão de jogo e está a criar condições, por isso, vai-se mudando à procura das peças até achar o “team” ideal.

Os avançados Rasca e Viola estão em nítido sub-rendimento e o treinador Luís Mariano disse que como jogadores de área tinham de marcar. Assim, no ataque, Alexander pode entrar de início para o lugar de Viola, há também fortes hipóteses de Caly ser titular pela primeira.

Caly quando sai do banco dos suplentes tem recebido muitos aplausos do público por ser uma das principais figuras do Porcelana no torneio de apuramento, mas o seu maior constrangimento pode residir no facto de ter parado alguns dias devido ao falecimento do pai. Menos chances de entrar no “onze” tem Pedro Henriques, saído de um paludismo e com algum desgaste provocado pela idade.

No meio campo, tudo indica para o regresso de Djemba no lugar de Carlos, para se juntar a Armando, Careca e Djamy. A baliza continua confiada a Tsherry e o sector defensivo a Miguel, Zé, Chico Caputo e Lara.O técnico Luís Mariano disse que ao longo da semana trabalhou-se em cima do que está a fazer o Benfica, equipa que considera grande com  jogadores excelentes e bem treinados. O brasileiro acredita que a equipa está motivada, e instado sobre o estado psicológico dos seus pupilos disse:

“O Girabola é um campeonato difícil, longo, temos de estar preparados para isso, temos de saber gerir para podermos vencer. Se os resultados não saem também temos de saber gerir para procurarmos os resultados. Quando temos uma equipa que pode adquirir muitas vitórias temos de procurar a tranquilidade. Não é porque perdemos jogos que dava para ganhar, empatar e não conseguimos que dizemos que está tudo mal. Temos de  procurar esse resultado”, referiu.