Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

O confronto

Jorge Neto - 28 de Julho, 2017

As equipas já têm travado grandes duelos há vários anos no campeonato

Fotografia: M.Machangongo|Edições Novembro

O jogo de hoje, a partir das 17h00 no Estádio dos Coqueiros, para a abertura da 21ª jornada, entre o Progresso do Sambizanga e o Atlético Sport Aviação (ASA) tem como principal expectativa que cara vão mostrar as duas equipas depois de adiarem vários jogos nesta segunda volta do Girabola Zap.

Os dois conjuntos têm a particularidade de não terem jogado na jornada passada e regressam à competição com as mesmas ambições. Conquistar os três pontos para subirem alguns lugares na classificação geral.

Ao olharmos para a classificação os sambilas estão melhores posicionados, mas isso não quer dizer que sejam os favoritos à vitória. Por se tratarem de equipas que se conhecem muito bem e de já terem travado grandes duelos há vários anos, só mesmo os noventa minutos para aclarar essa questão, embora os pupilos de Kito Ribeiro, por força da maior ambição que perseguem no campeonato devem assumir o favoritismo.

Do lado dos aviadores o técnico Paulo Saraiva, que não teve nenhum jogador a representar a Selecção Nacional, contou com o grupo todo à sua disposição para trabalhar e preparar este desafio, situação que pode ser vantajosa, apesar de que são os jogos oficiais que transmitem o ritmo a equipa. Para os sambilas o cenário é diferente, uma vez que o colectivo esteve privado de dois dos seus avançados Yano e Vá, que regressaram para reforçar o conjunto.

Dizem os técnicos que as paragens constantes prejudicam o rendimento dos jogadores, daí a expectativa para ver que tipo de futebol os dois intervenientes vão apresentar hoje no Estádio dos Coqueiros. Apesar disso, os adeptos e amantes do futebol esperam que o dérbi corresponda com os anseios de quem aguarda por este desafio.

Nenhuma das formações terá a seu favor o factor casa, apesar dos sambilas actuarem nesta condição, por isso terão de ser os "artistas da bola" a fazer com que a vitória se torna numa realidade em cima do relvado.

Os dois técnicos apoiam o futebol ofensivo, daí que poderão ser vistos fortes duelos entre os avançados e os defesas, onde do lado dos sambilas destaca-se Vá e do oposto Bena, os dois a atravessar um bom momento de forma.   


CONFIANTE
Progresso aproveitou pausa para a estratégia de vitória


Depois de um período longo de pausa, por fornecer quatro jogadores à selecção nacional para o CHAN de 2018 no Quénia, o Progresso Sambizanga, volta a jogar hoje, a partir das 17 h00 no, Estádio dos Coqueiros, com o Atlético Spor Aviação (ASA), em jogo a contar para 21ª jornada do campeonato nacional de futebol de primeira divisão, Girabola Zap 2017.

Com grupo completo, incluindo os internacionais Yano, Lunguinha, Fofó e Vá, Diogo Pedro "Dione", o  treinador adjunto dos sambilas assegurou ontem ao Jornal dos Desportos que o jogo de hoje vai ser difícil, mas está confiante na rapaziada para a conquista de três pontos.

"Terminado período de jejum, sem três jogos, devido aos compromissos da selecção nacional. Vamos voltar a competir com o plantel completo e saudável. O  período de pausa foi bem aproveitado, procurámos manter os jogadores a um nível competitivo com realizações de jogos de preparação para quando regressarmos, entrarmos bem, embora reconheçamos que uma coisa são jogos treinos e outra são de competição" disse.

"Estamos conscientes das possíveis dificuldades  por que vamos passar dentro das quatro linhas, mas a rapaziada está motivada e moralizada na conquista da vitoria", acrescentou.

Durante a preparação para o jogo de hoje, de acordo com o adjunto de Kito Ribeiro, a equipa trabalhou e deu o seu melhor para ultrapassar o adversário.

"Os jogadores deram o seu melhor durante a pausa que serviu para preparar da melhor maneira os próximos jogos, dai que estamos convincentes de que vamos recomeçar bem, ao contrário dos dois primeiros jogos da segunda volta, em  que averbámos duas derrotas consecutivas com o Petro de Luanda e com o 1º de Maio de Benguela", afirmou.

O adjunto de kito Ribeiro minimizou o empate a zero bolas da primeira volta e assegurou que faz parte do passado embora reconheça o bom momento que o adversário está a atravessar."Em função daquilo que conhecemos dele, vamos montar uma estratégia para poder ultrapassa-lo" prometeu.
Avelino Umba