Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Palanquinos cumprem tarefa caseira

Jorge Neto - 24 de Outubro, 2016

O Kabuscorp do Palanca j visualiza a prxima temporada do Girabola em que vai voltar a posicionar-se como candidato ao ttulo

Fotografia: Dombele Bernardo

Sem precisar de acelerar muito a equipa do Kabuscorp do Palanca jogou o quanto bastasse para derrotar o 4 de Abril, por 3-0, cumprindo com a tarefa caseira. O resultado não sofre qualquer contestação por aquilo que os dois conjuntos apresentaram.

O jogo em si teve pouca história, pois houve quase que apenas um sentido, com a formação da casa a comandar as operações, tentando marcar o mais cedo possível. Mas tal não aconteceu porque faltou alguma concentração aos seus avançados.

Depois da derrota diante do 1º de Agosto na jornada anterior existia a ansiedade dos adeptos palanquinos de como é que a sua equipa iria reagir diante de um adversário teoricamente mais acessível.

O técnico Romeu Filemon optou por uma postura de jogo, com posse de bola, dominou o desafio, mas do outro lado encontrou um opositor bem arrumado que procurava aguentar a pressão e explorar o contra-ataque,  sem contudo, encontrar os melhores caminhos para baliza defendida por Rubian.

Quando se pensava que as equipas iriam para o intervalo com um empate, Mano encarregou-se de adiantar os palanquinos no marcador aos 44´, com um remate forte, sem dar hipóteses ao guarda-redes Rochana.

Logo no reatamento o Kabuscorp contou com o infortúnio de Campos, que marcou um auto-golo aos 51´, aumentando a desvantagem para a sua equipa. Depois disso, a formação do Cuanza Norte subiu mais no terreno atrás do resultado e chegou a incomodar a defesa palanquina.

Os dois técnicos esgotaram as substituições no sentido de dar maior dinâmica ao seu jogo, por um lado, os palanquinos para manter a vantagem e a equipa do 4 de Abril em busca do golo de honra, pelo menos. Contudo, foi o Kabuscorp quem fechou as contas através de Fundo aos 88´.

Estava assim feito o resultado, em que o árbitro Armando da Silva fez um trabalho positivo, sem qualquer influência. O juiz e os seus assistentes não comprometeram e estiveram bem durante o desafio, tiveram a colaboração dos jogadores que optaram pelo fair play.