Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Palanquinos testam nvel competitivo dos sambilas

Betumeleano Ferro - 17 de Dezembro, 2018

Sambilas e palanquinos medem foras s 18h00 nos Coqueiros para a stima jornada do campeonato

Fotografia: Jos Soares | Edies Novembro

Contra factos o Progresso Sambizanga só tem um único argumento: jogar. É isso o que vai acontecer amanhã, a partir das 18h00, nos Coqueiros, quando os sambilas receberem o Kabuscorp do Palanca num dérbi que aos poucos começa a ganhar outros contornos porque as duas equipas tentam a todo custo chamar atenção para o seu jogo, para torná-lo num dos mais atractivos da capital.
A sequência de jogos contra adversários de Luanda é um duro teste para a capacidade competitiva dos sambilas, há todos os motivos para pensar assim ainda mais porque o número elevado de equipas da capital faz com o seu \"mini-campeonato\" tenha influência decisiva na classificação final. Este é o motivo principal porque, quer sambilas, quer palanquinos, sabem que podem tudo menos perder o dérbi, os pontos desperdiçados pelo empate doem menos do que os da derrota.
Os sambilas aos poucos começam a ganhar um gosto especial em defrontar os palanquinos, é ponto assente que esse atrevimento começa a irritar os do Palanca, só por esse motivo já dá para antever que o dérbi vai ser uma repetição dos anteriores. Se for exactamente assim, o Girabola Zap vai agradecer porque os adeptos precisam de ser atraídos de novo para o sítio que sempre lhes pertenceu, bancadas.
A boa fase por que passa o Progresso vai afectar a postura em campo do Kabuscorp, mesmo que consiga se adiantar no marcador é pouco provável que os palanquinos abaixem as mãos, as coisas boas que os sambilas estão a fazer nesse início de campeonato tem a ver com a qualidade competitiva, que existe mesmo no seu plantel, assim é pouco provável que o Kabuscorp seja cínico e finja não ver nada.
Todas as coisas boas que os sambilas estão a ver estão a levantar perguntas, todas elas têm razão de ser, é por isso que o dérbi é mais  uma montra em que o Progresso vai ser avaliado e julgado por todos, a atitude mental pode ser decisiva para pontuar contra um adversário pressionado de todos os lados porque apostou no título, mas só da boca para fora porque acelerar é o que menos consegue fazer para ser levado a sério.
O filho pródigo Rui Garcia vai regressar ao Buraco mas não para voltar a fazer parte da família Académica do Lobito, a intenção é outra, \"prejudicar\" os estudantes no exame contra o Interclube na partida que inicia às 15h00.  
A intermitência dos contendores coloca-os em pé de igualdade, esse é daqueles jogos em que cada um sabe o que tem e o que não tem, tanto Rui Garcia conhece os antigos pupilos como estes o conhecem muito bem, a diferença final vai estar no poder de eficácia na hora de aproveitar as oportunidades para fugir em definitivo no resultado.
O Buraco até agora não parece tão fundo para os forasteiros nele tropeçarem, então é responsabilidade da Académica provar que a sua má fase já passou. Esta empreitada se torna mais difícil quando se tem pela frente uma equipa com rótulo de candidata mas que até agora nada tem feito para justificar o estatuto, a bem da verdade, os polícias ainda estão a tentar sentir o gosto pela coisa, mas estão sem muito apetite.
O técnico Paulo Saraiva voltou ao Santa Rita de Cássia e mesmo sem trazer a tão esperada bonança, pelo menos acabou com a tempestade, assim o Desportivo da Huíla tem de ser muito cauteloso na deslocação ao 4 de Janeiro, 15h00.  Todos os bons indicadores que os católicos dão na nova era é um sinal claro de que agora ambicionam agir em conformidade com as suas orações, que os militares percebam que já não há mais terços nas mãos, o momento exige acções.
A mais valia dos militares é uma garantia segura, dá uma certa zona de conforto, porém, o Desportivo da Huíla tem de matar de imediato a esperança do Santa Rita, em momento algum deve prolongar a sua atitude de espera, quanto mais rápido houver a separação das águas mais rápido os católicos vão se aperceber da importância de respeitar os seus limites, condição indispensável para garantir no mínimo um pontito, que é sempre muito bem-vindo para quem quer entrar em fase de recuperação.
Para amanhã também está reservado o Cuando Cubango FC - ASA, 15h00, nos Eucaliptos, um jogo em que se espera que os aviadores consigam tirar a barriga miséria porque os donos de casa estão com sérias dificuldades de conseguir lidar com a forçosa mudança de redutos a que foram submetidos, se fosse em Menongue os aviadores teriam mais motivos de preocupação.


PROGRESSO
Sambilas moralizados para travar palanquinos

Depois do empate na jornada passada, o terceiro consecutivo, o Progresso Sambizanga, recebe esta terça-feira o Kabuscorp do Palanca, a partir das 17H00, no estádio dos Coqueiros, em partida válida para a sétima jornada com os olhos postos nos três pontos. 
Os sambilas, apesar de não entrarem no campeonato com grandes objectivos, em função do mau momento financeiro que os aflige, o pensamento no seio do grupo é de pontuar jogo após jogo, e com o Kabuscop não é excepção, tal como afirmou o seu treinador, Guilherme de Sousa (Matateu), na antevisão do dérbi.
\"É mais um jogo difícil diante de um adversário que está bem reforçado e moralizado, fruto da vitória diante da Académica do Lobito. É um candidato ao título e em função disso, sabemos que vamos encontrar muitas dificuldades\", antevê, Ainda assim, assegurou que têm trabalhado todos dias para fazerem sempre o seu melhor. \"O Progresso também tem a sua palavra a dizer, a julgar pelo trabalho que continuamos a fazer dentro da nossa humildade. Vamos entrar em campo para discutir os três pontos\", revelou.O treinador afirmou, por outro lado, ter uma equipa com vontade de trabalhar para em cada jogo conquistar os três pontos.\"Continuamos a trabalhar com uma rapaziada bastante moralizada, apesar de alguns percalço, mas com a vontade de não perder nenhum jogo\", destacou. 
Disse mais adiante que \"existe uma grande satisfação dentro do grupo com a pretensão de fazer sempre bons resultados com qualquer equipa. Vamos entrar com vontade de vencer. \", garantiu confiante.
\"É bem verdade que ninguém vai ao campo para empatar, mas com pensamento apenas de vencer. Contudo, quando não conseguimos ganhar é evidente que um ponto é importante, a julgar pela pretensão do adversário que também entra em campo com o mesmo objectivo\", sublinhou.                AVELINO UMBA