Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Papes assumem domnio

Betumeleano Ferr?o - 16 de Maio, 2017

1 de Agosto fez o trabalho de casa no drbi mais antigo do campeonato

Fotografia: Jornal dos Desportos

 Os triunfos esperados de militares e petrolíferos serviram para provar, que os rivais merecem ser colocados num patamar diferente, pois, estão a manter a regularidade competitiva que os caracterizam.

Uma comparação entre os desempenhos dos rubro -negros e tricolores, com os palanquinos e diamantíferos, ajuda a perceber que a antiguidade é realmente um posto. Enquanto as duas equipas mais tituladas ganham motivação para chegarem à consagração, palanquinos e diamantíferos demonstram algumas dificuldades em manter o passo acelerado, das jornadas anteriores.

O Petro de Luanda suou para vencer fora o Santa Rita, por 1-0, o resultado ilustra  bem as dificuldades por que passaram os tricolores. O caminho da vitória só apareceu com um penálti duvidoso, que durante dias permitiu à equipa de Beto Bianchi assumir, de maneira provisória, a liderança do campeonato angolano.

A magra vitória da equipa do Catetão contra o lanterna vermelha, revelou a capacidade de reagir ao tempo, e ao imprevisto, ou seja, as coisas que não pode controlar. Os católicos não treinaram para jogar, ainda assim, deram  trabalho aos tricolores, quem pensou num \"passeio turístico\" por causa dos 5-1 ao Sagrada, ficou com a expectativa adiada e sentiu-se magoado com a directa de Beto Bianchi, no fim do jogo.

O 1º de Agosto esteve de ouvido atento, aos alertas do treinador rival, e cumpriu com a tendência das últimas temporadas. Sem dar margens ao ASA, os militares fizeram o que lhes competia, para reassumirem a primeira posição.

Os 2-0 podem ter sido poucos, para alegrar a sede de golos dos adeptos, nas hostes militares está a aumentar o entusiasmo, porque a primeira volta  encaminha-se para o final, e agora, só já falta uma jornada, numa época em que a equipa perdeu as  maiores referências no ataque, Papel e Gelson.

O suado triunfo tricolor, acabou por colocar muita pressão aos seus perseguidores, um deles, o Sagrada Esperança que acabou por errar as contas antecipadas que fez, antes do jogo com o Progresso do Sambizanga. O técnico Ekrem Asma fez a previsão de 31 pontos, e até \"desprezou\" o derradeiro embate com o Libolo, no final,  tudo correu mal para os diamantíferos.

A jogar em casa e com chances de voltar ao topo do Girabola ZAP, os lundas até chegaram a adiantar-se no marcador, contudo, a esperança dos sambilas desequilibrou num abrir e fechar de olhos, a seu favor. A equipa orientada por Kito Ribeiro precisou de um único minuto para marcar 2 golos, e garimpar 3 pontos \"inesperados\".

O Kabuscorp parece alarmado com o que aconteceu no Dundo, e tiveram um dia completo, para aprender alguma coisa. O desaire fora, por 2-0, diante do Clube Recreativo da Caála \"CRC\", acabou com o mito da invencibilidade de Romeu Filemon e pupilos, no Girabola ZAP esta época. A primeira derrota no campeonato,  veio comprovar que a equipa do Palanca está a perder fôlego, nesta recta final do campeonato.