Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Paulo Saraiva afasta Johnson

Augusto Panzo - 09 de Junho, 2017

Jogador lanado aos seniores pelo brasileiro Robertinho na poca 2014 acusado de pouca dedicao ao trabalho

Fotografia: Vigas da Purificao| Edies Nouvembro

O defesa central Jonhson, que ao longo dos últimos quatro anos defendeu as cores da equipa do Atlético Sport Aviação (ASA) foi dispensado pelo treinador Paulo Saraiva, soube ontem o Jornal dos Desportos, do referido técnico.\"É uma pena dizer isso, mas a verdade é que dispensei o defesa central Jonhson do nosso plantel. Desde segunda-feira ele já não faz parte da equipa, porque as coisas foram piorando a cada dia que passasse\", disse.

De acordo com o treinador Paulo Saraiva, o central Jonhson foi dispensado do plantel aviador por razões disciplinares, traduzidas na constante ausência nos treinos, mesmo depois de ter sido chamado várias vezes à razão.\"Tentei ponderar a situação mas não deu para aguentar por mais tempo. Um jogador profissional que treina uma ou duas vezes por semana, não merece espaço no meu plantel, isto, na minha óptica\", justificou Paulo Saraiva.

O treinador foi mais longe ainda, ao afirmar que o atleta em referência só participou em três sessões de treino de forma séria, durante a pausa que as equipas estão a observar neste momento no Girabola Zap.\"A título de exemplo, durante essa pausa que estamos a viver no Girabola, o Jonhson só treinou de forma séria por três vezes. E só o fazia na véspera dos jogos, talvez no intuito de ser sempre convocado.

Com este tipo de comportamento, eu não estava a ver qual era a real intenção desse jogador. Por isso achei por bem dispensá-lo, porque trabalho com sistema inglês. Não tolero indisciplina\", assumiu o treinador. À parte este esclarecimento, Paulo Saraiva disse ter conhecimento por terceiros de que Jonhson não se empenhava nos treinos a tempo integral, porque estava a ser cobiçado por outros clubes da capital.

\"Para além do que acabei de explicar, soube também através de terceiros que, ele estava a comportar-se daquele jeito, porque outros clubes estavam atrás dele, com o objectivo de o contratar. Também constou-me que lá no bairro (Samba) onde reside, quando a equipa ganha jogos, ele tem assumido os festins no grupo de amigos com o dinheiro do prémio de jogo\", fundamentou Paulo Saraiva.O central dispensado fazia parte da legião de jogadores das escolas do ASA, da qual fazem parte Nelito, Fofó, Silva, Gaca e outros, cuja promoção ao escalão sénior se deveu ao treinador brasileiro Roberto do Carmo \"Robertinho\".

RECONHECIMENTO
Paulo Saraiva reconhece prontidão da direcção


O treinador da equipa principal de futebol do Atlético Sport Aviação (ASA), Paulo Saraiva, enalteceu a prontidão que tem vindo a ser demonstrada pela direcção presidida por Elias José, no que diz respeito às exigências por si feitas, com vista a tentar ultrapassar certas dificuldades que o plantel vive.

Paulo Saraiva reconhece as dificuldades que todos os clubes atravessam no actual contexto económico, mas considerou ter encontrado na direcção, um grupo de trabalho muito empenhado na resolução das dificuldades.  \"Estou muito admirado com o espírito de ajuda que encontrei na direcção. Tem pessoas que têm me ajudado muito naquilo que peço. Tem sido impressionante, a forma e a coesão daquele grupo de trabalho, desde o presidente, vice-presidente para o futebol, o departamento de futebol e outros integrantes\", considerou.

Outrossim, Paulo Saraiva avançou que, depois da integração das novas aquisições para a segunda volta do Girabola Zap, o plantel aviador está fechado e conformado ao seu gosto.\"Depois de terem sido integrados os novos jogadores que eram necessários para a segunda volta (do campeonato), acho que está tudo fechado. Por enquanto já não temos necessidades de mais jogadores\", elucidou.
 
Os aviadores que começaram a época sob comando técnico de João Machado, demitido por maus resultados, ocupam a 15ª posição (penúltima) da tabela de classificação com 11 pontos, menos 23 que o líder Petro de Luanda e apenas mais quatro que o lanterna vermelha Santa Rita de Cássia FC do Uíge.O ASA defronta na próxima jornada, 16ª, primeira da segunda volta, no estádio dos Coqueiros, o Clube Desportivo da Huíla.
AP