Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Pendentes cancelam 1 de Maio-Acadmica

Jlio Gaiano, em Benguela - 19 de Agosto, 2019

Futebol que, at as 16h30, o silncio manteve-se, resultando da o cancelamento do jogo que pode resultar no triunfo da Acadmica do Lobito sobre o 1 de Maio de Benguela.

O estádio nacional de O’mbaka, em Benguela, esteve em alvoroço, com a situação a roçar pelo descontrolo. O público protestou de forma efusiva contra o cancelamento do jogo que oporia a formação do Estrela Clube 1º de Maio de Benguela à da Académica Petróleos Clube do Lobito, a contar para a primeira jornada do GirabolaZap2019/20.
Muita gente acorreu ao estádio e acabou decepcionada. Os dirigentes proletários deixaram o local do jogo sob a escolta dos agentes da Polícia Nacional. Os apupos e assobios preencheram o ambiente que se viveu, na tarde de ontem e que se estendeu por território adentro das cidades de Benguela e do Lobito. Todos queriam ver o jogo, pelo que de nada adiantaram as explicações dadas pelos dirigentes proletários.\"Daqui ninguém sai. Queremos o nosso dinheiro de volta (…) \" gritavam, em uníssono, as pessoas visivelmente insatisfeitos com a ocorrência.
\"Foi bastante confrangedor para quem deixou os seus afazeres para se ver ‘compensado’ com esta brincadeira de mau-gosto. Alguém terá de pagar por isso\", comentou um dos aficionados presentes no estádio, para quem, a direcção do 1º de Maio de Benguela terá, motivos suficientes, para explicar ao público se, ainda, estará em condições para se manter no GirabolaZap.
\"Se agora é assim, imaginem, o que virá a seguir! Haja coragem e digam-nos a verdade sobre o assunto. Estamos fartos e acabem com a falsidade, pois os tempos são outros, nada de truques de candimba\", reforçou um outro adepto que, num tom ríspido, acusou a direcção proletária de aventureira.

HERANÇA PESADA
Visivelmente desapontado e, algo, envergonhado com a situação que se instalou, o presidente do Estrela Clube 1º de Maio de Benguela, Rui Eduardo de Araújo, acusou a anterior direcção de estar por detrás da confusão instalada. Tudo pelo facto dessa, até à data, não saber justificar o buraco financeiro que deixou no clube. Todavia, grande da farpas foram lançadas à Federação Angolana de Futebol (FAF).
\"Garanto-vos que isto não passa de mais uma cabala criada para nos desacreditarem. Não vamos admitir que sejamos espezinhados e passarmos por esta humilhação. O 1º de Maio é um clube sério e com história no futebol angolano, a FAF devia pensar nisso, antes de agir da forma como agiu. Amanhã, vamos reunir e decidir a nossa continuidade no Girabola\", revelou.
Rui Araújo considerou uma farsa a organização do GirabolaZap e promete recorrer às instâncias competentes do país e, se for o caso, no estrangeiro a denunciar aquilo que no seu entender estão a emperrar o desenvolvimento do futebol no país.
\"A ausência do Kabuscorp do Palanca nesta competição é o exemplo disso mesmo. As dívidas existem sim, mas negociamos parte delas, com expresso conhecimento da FAF, por isso, não faz sentido passarmos por situação como esta que envergonha o nosso futebol\", referiu.

DIRECÇÃO ASSEGURA
Rui Araújo assegurou que dívida contraída com Nzuzi André e Tinny Marco está a merecer o devido tratamento entre as partes, tendo por isso, informado à FAF sobre o assunto. \"Mesmo assim, eles avançaram com a táctica de humilhação tal como sucedeu com o Kabuscorp. É triste, mas esta é a pura verdade\".
O Jornal dos Desportos apurou o grosso da dívida para com as referidas individualidades é de 3850 000 (três milhões e oitocentos e oitenta e cinco mil kwanzas). Num gesto de \"boa vontade\" manifestada pela FAF, houve garantias de que a situação poderia ser atenuada de forma a viabilizar a realização do jogo, tanto é que o Conselho Técnico da FAF, escalou para o jogo, a equipa de arbitragem chefiada por Feliciano Lucas. Venâncio Matos, como comissário ao jogo. Contudo, estava situação a depender da decisão do Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol que, até as 16h30’, o silêncio manteve-se, resultando daí o cancelamento do jogo que pode resultar no triunfo da Académica do Lobito sobre o 1º de Maio de Benguela.