Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro aguarda pelo adversário

24 de Setembro, 2017

O Petro de Luanda com a desistência do JGM do Huambo, tornou-se na primeira a equipa à qualificar-se para os quartos-de-final da Taça de Angola.

Fotografia: Jornal dos Desportos

Vinte e quatro horas antes do jogo a direcção do clube surpreendeu tudo e todos com anuncio do abandono nas duas competições sob a égide da FAF 

O vice-presidente do clube, António Caquinda, disse, em declarações à imprensa, que a decisão foi tomada durante uma reunião dos membros de direcção na manhã de sexta-feira, evocando razões financeiras.

Informou que a medida também é vinculativa em relação à participação nas duas maiores competições nacionais. Revelou que JGM não vai defrontar o Petro de Luanda no jogo pontuável para 1ª mão dos oitavos de final da Taça de Angola.

António Caquinda adiantou que dos cálculos feitos, a equipa precisa, para terminar o Girabola e a participar da Taça de Angola, de cerca de 40 milhões de kwanzas.

 Questionado sobre a desistência apenas nesta fase derradeira da competição, respondeu que a equipa já não possui recursos para suportar as despesas, por isso, decidiu desistir de todas as competições.

Explicou que o clube, que conta apenas com o patrocínio do seu presidente, o empresário Jorge Mangrinha, estava esperançosa no cumprimento de promessas de financiamentos externos, entre as quais do Governo da Província, desconfirmados à última hora.

Quanto às dívidas com os atletas, equipa técnica e a Federação de Futebol,  ntónio Caquinda disse que as mesmas serão amortizadas de forma paulatina.