Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro ambiciona repetir a dose

Betumeleano Ferro - 12 de Julho, 2016

O técnico João Machado revelou ontem, ao Jornal dos Desportos, que está "à espera da vontade dos atletas", para obter um bom resultado diante do Petro de Luanda, hoje, às 15h00, no Estádio Municipal de Menongue. A equipa 4 de Abril tenta o milagre de não perder, apesar da greve de três dias, sem trabalhar.

"Hoje (ontem) não treinamos e estamos há três dias nesta condição", desabafou. A ausência de treinos é capaz de condicionar muito o rendimento do 4 de Abril, previu João Machado e teme que o desgaste físico, impeça a equipa de aguentar a passada do Petro.

"Está claro, que os dias sem treinar influencia bastante, no desempenho da equipa. É complicado jogar, neste tipo de circunstâncias", lamentou.
O plantel aceitou efectuar o jogo com os tricolores, para evitar a derrota caseira, por falta de comparência. Contudo, o técnico espera que o aspecto mental seja determinante, para contrabalançar a falta de preparação.

"Tudo depende do estado psicológico dos atletas. Se for bom, então é possível que os meus jogadores ultrapassem eventuais problemas físicos", vaticinou.
A equipa do Cuando Cubango venceu em casa o Benfica de Luanda, e o Kabuscorp, motivo por que João Machado ambicionava, antes do plantel entrar em greve, tornar a sentir o gosto de derrotar uma equipa da capital, e candidata ao título.

As chances de ganhar aos tricolores, a julgar pelo ambiente que se vive no plantel, nos últimos dias, são quase nulas, mas o treinador tem fé no espírito de sacrifício dos atletas, mostra-se ansioso com a possibilidade de festejar a conquista dos três pontos.

"Se as circunstâncias fossem outras, teria muito mais razões para estar optimista, mas em função do cenário actual é muito difícil esperar, por um triunfo, se acontecer vai ser ouro sobre azul", enalteceu.

 O consagrado treinador, desde 1982 no activo, achou graça à situação actual da equipa,  riu-se de forma literal ao usar a palavra, mas deixou algumas considerações de apreço aos seus jogadores.

"Há um clima de greve, que nos afecta há vários dias,  este jogo podia não se realizar, porque os atletas estão há três meses sem salários. Mesmo sem ordenados em dia, os meus rapazes vão comparecer em campo,  aconteça o que acontecer, eles não vão deixar o povo, que tanto nos tem acarinhado, sem possibilidades de ver este jogo", rematou.

MÉDIO  PETROLÍFERO
Azulão pode
estrear hoje



O técnico do Petro de Luanda, está confiante numa vitória, no desafio de hoje, às 15h00, frente ao 4 de Abril. Beto Bianchi que não conta com o avançado Jiresse, que está a encontra a recuperar de paludismo e de um problema no joelho, pode alinhar o reforço brasileiro Tiago Azulão.

O treinador assegurou que o médio, é opção no desafio desta tarde, depois da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) responder ao e-mail que a Federação Angolana de Futebol (FAF), enviou aquele organismo.

“A situação do Tiago Azulão, é do conhecimento da CBF e o jogador está à disposição para jogar. Ele tem coisas de que precisávamos, é outro tipo de perfil de jogador. Então, é mais um jogador que está à disposição. Informaram que o Tiago está sem problema de sanção e confirma que não tem contrato com nenhum clube no Brasil”, revelou.
Ainda assim, sabe das dificuldades que vai encontrar no reduto da equipa adversário,  prometeu trabalhar forte para os três pontos.  “Estamos cientes que o adversário é uma equipa forte. No jogo da primeira volta, demonstraram ser uma equipa forte, sabe o que jogam”, enalteceu.

“Agora, temos a situação da relva, por ser artificial. Porém, um profissional tem de estar adaptado à tudo, mesmo que jogue em relva alta, baixa, artificial ou natural. Se buscamos desculpas, estamos a perder por 1-0. Então, temos de ir com a mentalidade de que temos de trabalhar forte para os três pontos”, disse. 

O brasileiro garantiu, que no jogo desta tarde, todas as precauções para não cometerem erros serão poucas, por termos já informações do 4 de Abril, “assim como o nosso adversário também tem sobre o Petro de Luanda. Então, espero que os meus jogadores coloquem em prática tudo quanto fizemos no Lubango, durante o curto -estágio”, realçou.
O treinador dos petrolíferos, Beto Bianchi, e o plantel deixam esta manhã a cidade do Lubango, para o Cuando Cubango, disse estar satisfeito com a atitude dos seus jogadores, a intensidade com que treinaram e a atenção que tiveram durante os 12 dias de estágio, realizado na cidade do Lubango.

Ontem (segunda-feira), no período da manhã, a equipa do Catetão, realizou o último treino nas terras altas da Chela, onde o treinador deu maior atenção à parte estratégica de bola parada, ofensiva e defensiva.

Com a situação ultrapassada, o reforço do Petro Atlético de Luanda, o médio Tiago Azulão, contratado para a segunda volta do Girabola Zap 2016, pode estrear-se hoje diante do 4 de Abril do Cuando Cubango.
Gaudêncio Hamelay | Lubango