Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro baptiza Wiliete SC

Betumeleano Ferro - 17 de Agosto, 2019

Formao do Cateto aponta como objectivo o regresso aos anos de glria

Fotografia: Jos Cola| EDIES NOVEMBRO

O Petro de Luanda está outra vez na época do tudo ou nada. Reconquista é o lema do tricolor, que esta tarde, a partir das 15h00, vai ao estádio de Ombaka baptizar o repescado Wiliete de Benguela no campeonato nacional.
Todo o foco está centrado na equipa da casa, pois claro, mas o facto de o primodivisionário ter se reforçado com uma \"estrela\" que vai estar no banco, o técnico Agostinho Tramagal, deixa antever que a equipa tricolor vai ser forçado a puxar dos galões, para iniciar o Girabola ZAP 2019/20 com três pontos.
A necessitar de uma entrada triunfal para acender a tocha da esperança, os anfitriões vão precisar de uma dose extra de sabedoria, para se desenvencilhar das amarras tácticas do treinador da equipa contrária. O astuto treinador sabe que o seu plantel tem tudo menos arcabouço competitivo para uma disputa igual, pelo que vai forçar o Petro de Luanda a ser paciente, ao mesmo tempo que vai tentar tirar proveito do contragolpe.
A mesma hora, curiosamente todos os jogos da jornada têm o mesmo horário, inicia no Dundo, com o Sagrada Esperança - Interclube, talvez o prato quente da ronda inaugural do campeonato. Os polícias apostaram na continuidade do treinador e se reforçaram bem, motivo por que vão a casa alheia com mais chances de vencer, não obstante reconhecerem a imprevisibilidade dos diamantíferos, que mexeram no comando técnico para corrigir todos os males da época passada.
A jornada prossegue no domingo com mais três embates, sendo que todo o destaque vai recair para o dérbi 1º de Maio de Benguela - Académica do Lobito.
Os proletários têm todos os motivos para descarregar toda a sua revolta nos estudantes, a julgar pelo último comunicado da FAF, que contraria a teoria dos cofres cheios apregoada pelo 1º de Maio. Mas essa é uma questão dos bastidores, que também vai servir para apimentar ainda mais a rivalidade entre Benguela, representado pelo 1º de Maio, e o Lobito, Académica.
O Tafe vai testemunhar o interessante Sporting de Cabinda - Recreativo do Libolo, um jogo que promete bastante, por causa da colheita irregular que ambos contendores tiveram no \'Gira\' passado. As lições ficaram e têm o mesmo denominador comum, pelo que leões e libolenses têm toda a urgência de lançar-se para o despojo, e quanto mais cedo começarem a pontuarem melhor para aumentarem as chances de ter uma época tranquila.
O Santa Rita recebe o Clube Recreativo da Caála \"CRC\", no 4 de Janeiro. Os católicos vão tentar materializar o primeiro milagre do campeonato, mas os caalenses aparentam ter mais recursos no plantel. Contudo, têm de ser cautelosos para impedir que os católicos se galvanizem com o conhecido espírito caseiro. Se o CRC souber controlar o adversário desde o início, pode voltar a sorrir para casa. Por último o segundo e último baptismo do campeonato, o estádio do Ferrovia vai testemunhar o Ferrovia do Huambo - Cuando Cubango FC.
O primodivisionário está na boca do povo por causa do treinador João Pintar, ainda bem que a promessa está no ar, porque serviu para despertar a equipa das Terras do Progresso. Os forasteiros têm um histórico de sobrevivência no campeonato e vão tentar provar a quem subiu, que palavras levadas pelo vento não contam no Girabola ZAP.