Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro de Luanda de novo no Topo

30 de Julho, 2018

Plantel do Petro acusou na primeira parte muita ansiedade

Fotografia: DOMBELE BERNARDO | Edies Novembro

O Petro de Luanda, com a vitória por 2-1, no jogo com o Recreativo da Caála, retomou a liderança do campeonato nacional da primeira divisão, com 44 pontos, quando faltam quatro jornadas para o término da prova. A disputa pelo título continua ao rubro, com o 1º de Agosto e o Interclube na luta.
Os petrolíferos dominaram quase toda a partida, mas apenas na etapa complementar, num espaço de dois minutos, adiantarem-se no marcador, por intermédio de Tiago Azulão aos 65m e Job aos 67m. A equipa do planalto central não balançou, ante a postura do adversário,  respondeu aos 69m, por Deco, de cabeça, a reduzir a desvantagem (1-2), que foi insuficiente para evitar a derrota perante  uma equipa mais experiente e com plantel de melhor qualidade.No final da partida, o técnico -adjunto do Petro de Luanda, Maurício Marques, reconheceu que a vitória era o resultado que interessava à sua equipa, para regressar ao comando do Girabola.
\"Entramos em campo, com um único objectivo, que era vencermos o jogo e fazer os 44 pontos, para ficarmos à frente dos nossos opositores, na luta pelo título, nomeadamente, o 1º de Agosto e o Interclube\", revelou.
Salientou que a ansiedade na primeira parte do encontro, influenciou nos falhanços, daí, o resultado nulo nesse período. \"Já na segunda parte, com algumas substituições, organizamos o ataque e fizemos os dois golos que ditaram a nossa vitória\", sublinhou.Por outro lado, David Dias, técnico do Recreativo da Caála, lamentou o facto de não terem feito uma boa partida, ainda assim, promete tudo fazer para retirar a equipa da posição em que se encontra.\"Não estivemos bem na partida, e o facto da equipa lutar para sair da penúltima posição (20 pontos) pesou nos seus jogadores, daí a derrota. Vamos trabalhar para atingirmos os nossos objectivos\", sublinhou.