Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro de Luanda marca passo com empate sofrido

05 de Abril, 2018

Petro de Luanda carregou a crença de não perder até ao último minuto do jogo

Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

A equipa do Petro de Luanda carregou a crença de não perder até ao último minuto do jogo, ao empatar o desafio aos 97´, depois de estar a perder durante grande parte do tempo em que se desenrolou a partida em atraso, diante do Progresso do Sambizanga, relativa à segunda jornada do Girabola Zap de 2018. Os tricolores continuam na sexta posição com 12 pontos e o Progresso na décima com 10 pontos.

Para desgraça da formação sambila e alegria da turma petrolífera, o central Élio foi o homem que estragou a festa dos progressistas, ao apontar o tento da igualdade justamente no derradeiro minuto da compensação às neutralizações, dos sete que o árbitro António Caxala concedeu. 

Se a partida terminasse favorável ao conjunto do Sambizanga, não  causaria susto a ninguém ,pois foi essa que conseguiu aproveitar da melhor forma as oportunidades e marcar dois golos, por intermédio do avançado Yano aos 51 e 60 minutos, tentos  que não merecem contestação.

Com o resultado tão desfavorável, o Petro aplicou-se a fundo em busca da estabilidade, facto que começou a desenhar-se no minuto 82´, altura em que Tiago Azulão reduziu para 1-2, com um golo que deixou muitas dúvidas aos presentes, se terá sido ou não grande penalidade, porque até provas contrárias, ficou-se com a impressão de que a bola bateu no peito do defensor do Progresso e não na mão.

Com o \"score\" reduzido, a formação do Catetão acreditou ainda mais que seria possível sair dos Coqueiros com o empate e passou a carregar cada vez mais o sector defensivo do conjunto sambila, cujo fruto foi a obtenção do empate justamente no último minuto do tempo de compensação.

O árbitro António Caxala foi a unidade mais negativa do jogo, porque deixou por assinalar muitas faltas nos momentos certos, incluindo lances para grandes penalidades. Fê-lo quando não devia. Mas esteve certo na expulsão de Job, pois este mostrou-se muito agressivo e já havia cometido uma agressão que o juiz ignorou.