Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro de Luanda quebra tradio

Paulo Caculo - 08 de Agosto, 2017

Petro de Luanda mede foras com o Interclube, desafio referente 18 jornada, e com o Atltico Sport Aviao (ASA), para concluso da 20 ronda.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa do Petro de Luanda está a provar o inverso, em relação à tese defendida recentemente pelo seu treinador Beto Bianchi, segundo a qual as constantes paragens registadas pelo Girabola Zap devido aos compromissos da selecção, iam provocar quebras no ritmo competitivo das equipas.

Contrariamente, a algumas análises críticas feitas à respeito, sobre o facto do treinador preferir adiar os jogos referentes à 17ª, 18ª, 19ª e 20ª jornadas, manter a equipa sem competir num período de quase três semanas, a realidade está a provar que os tricolores não sofreram qualquer quebra na  estrutura competitiva.

Dos quatro jogos em atraso, a equipa do Petro venceu dois (Progresso da Lunda - Sul e Recreativo do Libolo) com triunfos apertados e sofríveis, mas convincentes. Aliás, o magro resultado espelha as dificuldades que a equipa enfrenta, para alcançar o desiderato. Ainda assim, nota-se na exibição do colectivo às ordens de Beto Bianchi, sinais claros de entrosamento entre os sectores.

As vitórias permitiram aos petrolíferos reduzir para três pontos, a distância que os separa do actual líder e crónico rival na conquista do título, o 1º de Agosto, facto que ajudou a elevar os níveis de motivação no seio da formação do Catetão. Beto Bianchi, sempre que confrontado com a probabilidade da equipa  ter quebras de ritmo competitivo, mostrou-se seguro e assegura ser uma \"falsa questão\" pensar de tal forma. O técnico afirmou, na altura, que as interrupções do campeonato não prejudicam o Petro.

\"Penso, que são os resultados que determinam se as paragens prejudicam ou não, a equipa. Se os resultados forem positivos, não vão falar nada, mas se forem negativos, a reacção é outra. Pessoalmente, enquanto treinador, não tenho desculpas\", disse na altura, o técnico.

O hispano-brasileiro referiu ainda, que as paragens não atrapalham a equipa, porque tudo depende do que os jogadores fizerem dentro do campo. \"Acho, esta questão da quebra de ritmo, um falso problema\", sustentou. Nos próximos jogos em atraso, o Petro de Luanda mede forças com o Interclube, desafio referente à 18ª jornada, e com o Atlético Sport Aviação (ASA), para conclusão da 20ª ronda.                                 
PC

SEGUNDONA
Casa Militar
domina série B

A equipa do Grupo Desportivo da Casa Militar venceu a primeira volta do Campeonato Nacional de Futebol da Segunda Divisão, grupo B, ao derrotar na quinta e última jornada deste turno, a formação do Ferroviário do Huambo, por três bolas a duas, em partida disputada no Estádio Municipal de Menongue, Cuando Cubango.

Com esse triunfo, o conjunto das terras do progresso distancia-se ligeiramente da formação do Jackson Garcia FC de Benguela, seu principal concorrente. A estas equipas junta-se o Domant FC do Bula Atumba, vencedor da série A, como os mais sérios candidatos a ascenderem ao Girabola Zap de 2018.

O GD Casa Militar encerrou o primeiro turno com 12 pontos, sendo por via disso, a única equipa do grupo a terminar essa fase de forma imaculada ao somar quatro vitórias em igual número de jogos, ao passo que o representante de Benguela ficou com nove pontos.

Enquanto isso, o conjunto do Evale FC do Cunene pode ver a sua conta pontual engordada, aguardando apenas pela homologação oficial dos resultados da jornada, fruto da primeira vitória na prova, alcançada administrativamente no último sábado, em virtude da equipa do Vitória Atlético do Bié não se ter deslocado à cidade de Ondjiva, por dificuldades financeiras.

Depois de concluída a primeira volta, o grupo B vai registar uma pausa de uma semana, para aguardar que a Federação Angolana de Futebol (FAF) homologue em simultâneo os resultados finais do primeiro turno nas duas séries. Nesse contexto, a primeira volta da segunda volta será disputada a 20 de Agosto próximo nos dois grupos, apesar da série A recomeçar este turno de forma amputada, em virtude da desistência na prova, da equipa do FC Ajuda Social, por dificuldades financeiras.     
AP

BRASILEIRO E  NIGERIANO
Diney e Dennis
dão nas vistas


O médio brasileiro Diney, e o avançado nigeriano Dennis acabam de protagonizar uma rápida integração, no plantel do Petro de Luanda. Os dois reforços dos tricolores da segunda volta do campeonato, não tiveram problemas de adaptação à filosofia de trabalho, e estilo de futebol da equipa angolana.

Sobre o nigeriano destaca-se o facto de deixar boa impressão nos jogos com o Progresso da Lunda - Sul e com o Recreativo do Libolo, de acerto à 16ª e 17ª jornadas. A atitude e o voluntarismo demonstrados por Dennis servem de provas, de que pode ajudar e acrescentar algo de novo ao futebol dos tricolores. Diante dos lundas de Saurimo, o nigeriano entrou aos 74 minutos, para o lugar de Tony, ao passo que no embate com os libolenses rendeu Tiago Azulão, aos 88m.

O médio brasileiro é titular desde que chegou à equipa. E, o jogador tem justificado em pleno a aposta do técnico hispano-brasileiro, com exibições que agradam os adeptos. Apesar do pouco tempo na equipa, Diney transformou-se  no principal marcador de bolas paradas dos tricolores, foi fundamental no golo do triunfo contra o Libolo, no domingo.       
PC