Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro fica mais perto

Paulo Caculo - 09 de Agosto, 2016

O camisola 6 dos tricolores rubricou o nico golo da equipa

Fotografia: Jornal dos Desportos

O médio do Petro de Luanda, Francis, esteve em destaque no empate alcançado pela sua equipa na deslocação ao terreno do Recreativo do Libolo. O camisola 6 dos tricolores rubricou o único golo da equipa, dezanove jornadas depois do seu regresso aos titulares no plantel às ordens de Beto Bianchi.
Depois de ter ultrapassado um longo período longe das opções da equipa técnica, por lesão, o atleta surgiu no desafio frente aos libolenses refeito das mazelas que o afastaram dos relvados durante quase toda a primeira volta do campeonato. Nas duas vezes que foi convocado, na 8ª e 18ª jornada, o médio nem chegou a sair do banco de suplentes.

Na deslocação à Calulo, fruto das alterações efectuadas pelo treinador ao onze que empatou na ronda anterior com o Caála, Francis voltou a merecer uma nova oportunidade para mostrar qualidades, tendo realizado uma boa exibição e foi premiada com o golo, rubricado aos 41', no desfecho da etapa inicial, período em que os tricolores revelavam maior ascendente na partida.Com o regresso de Francis à equipa e aos golos, Beto Bianchi acaba por ganhar mais uma opção para o sector intermédio, numa fase importante para o conjunto no campeonato, em que precisam de reunir maiores argumentos, tendo em vista o objectivo de superar a concorrência na disputa pela liderança.

PRÓXIMA JORNADA


O plantel do Petro retoma esta manhã às sessões de treinos no Catetão, depois do regresso de Calulo. Os tricolores dão hoje início ao ciclo de preparação, visando o desafio diante do Sagrada Esperança da Lunda Norte, em jogo referente à 21ª jornada do Girabola Zap. Treinam às ordens de Beto Bianchi os seguintes jogadores: Lamá, Gerson e Mig (guarda-redes), Etah, Élio, Maludi, Abdul, Miguel, Ari, Mira, Manguxi, Chara, Francis, Job, Mateus, Wilson, Carlinhos, Diógenes, Herenilson, Duarte, Mabiná, Balakai, Mavambu, Tiago Azulão, Fabrício e Jirresse.

CORRIDA AO TÍTULO
Sexto empate atrasa tricolores


O Petro de Luanda desperdiçou no passado domingo, uma ocasião soberana de reduzir a distância pontual que o separa do 1º de Agosto, actual líder do campeonato e pressionar o segundo classificado. O conjunto petrolífero somou o sexto empate, manteve o terceiro lugar e atrasou-se nos objectivos de reduzir a desvantagem sobre os directos concorrentes na discussão pelo título.Apesar de estar a protagonizar uma segunda volta semelhante aquela rubricada na etapa inicial do campeonato, os tricolores não conseguiram evitar os três empates nesta fase derradeira da prova.

Em face disso, a equipa às ordens de Beto Bianchi perdeu já seis pontos, fruto da igualdade nos desafios frente ao  Progresso da Luanda Sul (2-2), Recreativo da Caála (1-1) e Recreativo do Libolo (1-1).Nesta segunda volta, o Petro conquistou já nove pontos, mercê dos três empates e duas vitórias, estas últimas alcançadas frente ao 4 de Abril e Académica do Lobito, ambas por 1-0. Apesar do empate no fim-de-semana, a equipa do Eixo-Viário mantém o terceiro lugar do campeonato, agora com 36 pontos, a distância de quatro do segundo colocado, Libolo, e a sete do 1º de Agosto, actual primeiro classificado.